Jornada descentralizada e em movimento

Compartilhe
A Jornada Nacional de Literatura é realizada a cada dois anos em Passo Fundo, Capital Nacional da Literatura. A última edição foi em 2017. Para fazer com que essa movimentação cultural fosse permanente, foi criado, em 2018, o projeto Jornada em Movimento, pelas Jornadas Literárias da Universidade de Passo Fundo (UPF). Com uma ação intitulada “Caminhos e estações: leitores e autores”, a programação deste ano já começou. Nesta segunda-feira, 2 de julho, o município de Lagoa Vermelha, no norte do Rio Grande do Sul, recebeu o primeiro Encontro com Escritores. Crianças e adolescentes de escolas públicas municipais encontraram com os autores César Obeid, Antonio Schimeneck e Anna Lee. Os próximos encontros serão realizados nos dias 3 e 4 de julho, em Marau e em Passo Fundo, respectivamente. 

Em 2018, o projeto está sendo desenvolvido em Passo Fundo e nos municípios de Marau e Lagoa Vermelha, em três momentos que incluem a formação dos agentes de leitura, por meio do curso de extensão “A leitura multiplicada: a formação do agente de leitura”, as Estações de Leitura e o encontro com os escritores. 

Para uma das coordenadoras das Jornadas Literárias, Fabiane Verardi Burlamaque, a ideia é descentralizar a Jornada e ir até o leitor. A essência das Jornadas é a formação de leitores. Além de atingir os alunos do ensino fundamental, a programação também é voltada para as crianças da educação infantil, com eventos que contam com a parceria de editoras e prefeituras. “A concepção da Jornada como uma movimentação cultural permanente se reconfigura e amplia seu espectro de atuação a partir da Jornada em Movimento, que é uma ação em que, nos mesmos moldes da Jornada e da Jornadinha, há a preparação dos leitores, por meio das leituras prévias das obras e pela eficiente mediação dos agentes de leitura. Também estamos trabalhando com as estações de leituras, que antecedem ao encontro com os autores, em que o protagonismo das crianças e professores se evidenciam, culminando com o encontro com os escritores”, destaca Fabiane.

Também prestigiaram a atividade o diretor do Campus UPF Lagoa Vermelha, Adriano Lourensi, e a secretária de Educação do município, Aline Fasoli. 


  • Fotos: Natália Fávero (Ass. UPF)

Leia Também Rádio Planalto transmite ao vivo a Festa de São Cristóvão Festa de São Cristóvão ocorre domingo em Passo Fundo Neste sábado o Bazar Solidário da Paróquia Santo Antônio Itepa: inicia a segunda etapa da Pós-Graduação em Espiritualidade