14º Domingo doTempo Comum.

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
No Evangelho deste final de semana, escrito pelo evangelista Marcos 6, 1-6 nos traz a mensagem de Jesus ensinando na Sinagoga, sob a admiração de todos os que o ouviam. Era a primeira vez que Jesus pregava em sua terra, Nazaré. Na verdade nem todos lhe davam importância porque Ele sendo filho da terra, viam Nele um simples carpinteiro, filho de uma simples mulher, chamada Maria,
Jesus vendo e sentindo o desinteresse deles realizou, na sua terra, somente alguns poucos milagres,, como nos diz o evangelho.
Isso acontece nos nossos dias, conhecendo nossos "profetas" não acreditamos neles. Precisamos que venham de longe para que sejam valorizados. Encontramos pessoas maravilhosas e investidas de um grande poder de nos trazer a mensagem de Jesus,mas as desvalorizamos muitas vezes até por inveja e competição. 
Não podemos esquecer e deixar de ver em todas as pessoas a ação de Deus. São elas, muitas vezes, os instrumentos de Deus para nos trazer a boa nova e nos ajudar, direcionando-nos ao caminho de Deus. Estejamos atentos ao que o Senhor Deus quer nos dizer e anunciar porque Ele usa de coisas e acontecimentos simples, basta que tenhamos a sensibilidade de percebê-lo.
Todos somos profetas, por força do batismo. Anunciar a boa nova e denunciar as injustiças, esse é o nosso papel, os profetas deste século.
Salmo 122 - "Assim nossos olhos estão voltados para o Senhor, nosso Deus, esperando que ele tenha piedade de nós."
Bom domingo na paz do Senhor Jesus.

Leia Também A cilada do farol Coletivos urbanos Redução da maioridade penal só com uma nova constituinte Benefícios da semente de romã e saúde da pele