Limpeza periódica garante retirada de 3,5 toneladas de lixo do rio Passo Fundo

Compartilhe

Duas vezes por ano o rio Passo Fundo e arroio Santo Antônio passam por um processo de limpeza de suas águas e margens. Com 60% do trabalho da primeira limpeza concluído no início deste mês, já haviam sido retiradas mais 3,5 toneladas de lixo, resíduos estes que ficam presos na vegetação existente encosta ou nas águas do rio. Esta limpeza é feita dentro dos limites dos bairros São Luiz Gonzaga, Petrópolis, Entre Rios, Vila dos Ferroviários, Loteamento Nova Estação e Centro. A previsão é de término da primeira limpeza deste ano no final do mês de julho.

Além da limpeza das margens, ao longo do rio existem três barreiras de contenção, onde boa parte do que é depositado no rio acaba ficando parado nessas barreiras e pode ser retirada sem que siga com o fluxo da água. O lixo acumulado nessas barreiras é retirado quinzenalmente pela empresa prestadora desse serviço. Entre as duas coletas do mês de junho foram retirados mais cerca de 90 quilos de resíduos.

Existem ainda oito contêineres instalados próximo às comunidades ribeirinhas, de onde foram coletadas 14 toneladas de lixo e encaminhadas para a Central de Triagem e Transbordo. Esse montante se refere às coletas realizadas nos contêineres durante o mês de junho e representam resíduos que deixaram de ser descartados diretamente no rio.

(Fotos: Divulgação/PMPF)

Leia Também Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro Para venezuelano, perda de valores e imoralidade são os grandes motivos da crise Ministro propõe que médicos oriundos do Fies substituam cubanos Brigada Militar recupera carro roubado