Análise das águas do 'Rio Vermelho' em Getúlio Vargas é inconclusa

Compartilhe

Após alguns dias de espera, foi divulgado o resultado dos laudos sobre a coloração avermelhada, nas águas do Rio Paulo, fato que ocorreu no dia 26 de junho, no interior da cidade de Getúlio Vargas e chamou a atenção dos moradores da região.

Segundo o secretário do Meio Ambiente do Município, Daniel Fernandes, foram realizados dois exames em amostras de águas, e neles, não foi encontrado nenhum tipo de metal pesado, proveniente de tintas automotivas, residenciais ou de tingimento. 

Não foi constatada nenhuma outra alteração que justifique a coloração ou que prejudique o meio ambiente.

O resultado das amostras para o rio, que tem classificação 01, considerado de água potável, ficou dentro dos parâmetros de qualidade.

O secretário salientou que outro caso como o da cidade de Getúlio Vargas, aconteceu em Chapecó-SC, onde o laudo da análise também deu inconcluso, sem a identificação do material utilizado para a coloração avermelhada na água.

Ainda ressaltou que para a coloração ter durado somente um dia, a possibilidade é de que tenha sido utilizado um corante hidrossolúvel, que se dissolve facilmente na água. 

Ouça o áudio:

  • Sec. Meio Ambiente fala sobre Rio Vermelho de Getúlio Vargas

Leia Também Água Santa: mais aviários em andamento no município Ernestina terá câmeras de monitoramento Colisão deixa ferido na ERS 324 entre Passo Fundo e Marau Barragem do Capingui finalmente cheia