Passo Fundo registra o segundo óbito e terceiro caso de gripe H1N1 em 2018

Compartilhe

A segunda vítima fatal foi uma idosa de 77 anos. Já é o terceiro caso de gripe H1N1 no município neste ano.

Faleceu no último domingo (22), uma mulher de 77 anos que estava internada no Hospital São Vicente de Paulo e sofria com várias doenças como hipertensão, diabetes, obesidade, além do fato de não ter sido vacinada, fatores estes que a deixaram vulnerável à gripe H1N1.

Outro óbito ocorreu alguns dias atrás, de um senhor de 69 anos, que também apresentava algumas complicações como problemas cardíacos e não havia tomado a vacina. Uma criança de seis anos também está internada, mas seu quadro está progredindo, em relação à gripe.

De acordo com o enfermeiro responsável pela Vigilância Epidemiológica, Gilberto Santetti, na região de atuação da 6ª Coordenadoria de Saúde, em entrevista à Rádio Planalto durante o programa Na Ordem do Dia, informou que foram encaminhados para o Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul, o LACEN, 140 amostras de casos de pessoas internadas por síndrome respiratória aguda grave. Foram coletadas amostras de todas estas pessoas, para tentar identificar se trata-se ou não de algum vírus gripal.

Até o momento, apenas nos três casos citados acima foram detectados o vírus da H1N1.

Ainda ressalta Gilberto, que todas as gripes precisam ser tratadas. A recomendação diante dos casos é que ao apresentar sintomas gripais, a pessoa busque atendimento médico, realizando uma avaliação e utilizando os medicamentos necessários, prevenindo que o quadro se agrave e evitando possíveis internações.

*Da redação, Gabriela Soldá

Ouça a entrevista:

Leia Também Contratada nova empresa para operar Samu estadual É hoje o 'Dia D de Vacinação' contra Polio e Sarampo Dia D de vacinação contra pólio e sarampo será neste sábado Aberta a Jornada de Nutrição em Passo Fundo