Estado enfrenta novas dificuldades para pagar funcionalismo

Compartilhe

O governo estadual paga, na manhã desta terça, os salários de julho para quem ganha valores líquidos de até R$ 1,1 mil. Com isso, só 14,4% dos servidores do Poder Executivo terão a folha quitada em dia. Esse é o 32º mês em que a Fazenda não consegue integralizar os salários no último dia do mês, como determina a lei. Em junho, foram pagos em dia os vencimentos de até R$ 1,5 mil.

Ainda nesta terça-feira, o Estado também deposita a sétima parcela já corrigida do 13º de 2017 para todos os vínculos, assim como a indenização pelos dias de atraso de junho.

Para uma folha orçada em mais de R$ 1,2 bilhão, a Fazenda só conseguiu reunir R$ 160 milhões até o momento. Considerando o calendário de recolhimento do ICMS e a variação dos saldos do caixa único, a Pasta prevê quitar até 14 de agosto os salários líquidos de até R$ 8 mil, integralizando a folha para 93% do funcionalismo. Quem ganha acima desse valor só vai receber após o dia 21.

Leia Também Prazo final para requerer voto em trânsito Passo Fundo alcança 50% da meta de vacinação contra sarampo e poliomielite Polícia investiga matança de cães em Herval RS tem virada no tempo e semana começa fria