A importância de bons profissionais na realização de procedimentos estéticos

Compartilhe

Diante da polêmica causada por cirurgias estéticas realizadas pelo médico carioca ‘Dr. Bumbum’ e que gerou investigação após morte de paciente, a importância de buscar bons profissionais foi pauta do Comando Popular desta quinta-feira (02).

Cristian Queiroz conversou sobre o assunto com o cirurgião plástico dr. Henrique Oliani.

O profissional esclareceu aos ouvintes casos referentes a procedimentos invasivos realizados em locais inapropriados.

“Eu induzir alguém a fazer um procedimento estético num local em que não tem condição sanitária, como apartamento, ou seja onde for, é na realidade um suicídio e não importa o procedimento que você vai fazer, mesmo fazendo uma aplicação de uma injeção, você não pode fazer isso num local onde não tem as condições efetivas da vigilância sanitária.’’ informou o cirurgião plástico sobre os casos recentes divulgados pela mídia.

Lamentou também o grande número de casos seguidos com êxito letal. Em dois destes recentes acontecimentos, os responsáveis pelos procedimentos não eram cirurgiões plásticos.

A aplicação de substâncias proibidas ou em quantidade acima do permitido causa o maior número de ocorrências.

Segundo a legislação brasileira, a indicação e execução de procedimentos invasivos – sejam diagnósticos, terapêuticos ou estéticos, incluindo os acessos vasculares profundos, as biópsias e as endoscopias – é uma atividade privativa do médico, que tem competência para enfrentar possíveis complicações, e principalmente em casos estéticos, realizados por um cirurgião plástico.

Ouça a entrevista completa:

  • Procedimentos Estéticos

Leia Também Hospital São Vicente de Paulo divulga nota sobre atendimentos IMED e HC inauguram Hospital Escola Ex-ministro Chioro palestrou sobre o SUS na IMED Tchêquinho mobiliza Câmara em repúdio ao fechamento da emergência do HSVP