Ana Amélia Lemos aceita ser vice de Alckmin

Compartilhe

A senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) confirmou que vai ser candidata a vice-presidente na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República. A progressista aceitou o convite do presidenciável tucano, mas cobrou, em contrapartida, que o PP feche aliança com o PSDB de Eduardo Leite, no Rio Grande do Sul.

“Se forem fechados todos os aspectos relacionados a esta coligação, aí será uma nova coligação, ainda mais ampliada”, salienta Ana Amélia. A senadora esteve, durante a tarde inteira, reunida com a cúpula do PP gaúcho discutindo o convite do PSDB.

Com a mudança de cargo, o pré-candidato ao Palácio Piratini, deputado federal Luis Carlos Heinze (PP) vai ser confirmado como candidato a senador. Já o destino do PSL e do DEM passa a ser uma incógnita. As duas siglas fecharam chapa com Heinze, mas defendem Jair Bolsonaro (PSL) na disputa pelo Planalto.

O presidente estadual do DEM, deputado federal Onyx Lorenzoni, vai, agora, propor a manutenção da aliança DEM, PSL e PROS nas proporcionais e na majoritária ao Senado para sustentar palanque para Bolsonaro no Rio Grande do Sul.

Leia Também Operadoras adiantam relógios e causam confusão Casos de toxoplasmose sobem para 809 em Santa Maria Mega-Sena paga hoje prêmio de R$ 3 milhões Magnori: uma trajetória exemplar na educação municipal