A prevenção e repreensão às drogas

Postado por: Gilnei Fogliarini da Costa

Compartilhe

As drogas, lícitas e ilícitas, tornaram-se o grande problema da sociedade no último século, transcendendo a barreira da segurança pública atingindo a saúde pública e a estrutura familiar. As drogas passaram a ser produto de consumo frequente e aberto nos grandes centros, tornando-se algo quase que incontrolável.

Na área da saúde as drogas são prejudiciais e afetam diretamente a estrutura física, seu uso contínuo provoca alterações como: destruição de neurônios, desenvolvimento de doenças psiquiátricas, lesões no fígado, dos rins e dos nervos, e seu consumo excessivo pode levar à morte devido à overdose.

No âmbito familiar as drogas provocam comportamentos descontrolados, o isolamento da família e da sociedade. A dependência química é uma doença grave, ela é crônica e progressiva, muitos pais choram sem saber o que fazer enquanto aguardam pelo filho. São inúmeros os casamentos que se destroem por haver um cônjuge usuário. São muitos os filhos que presenciam cenas violentas de pais alcoólatras e drogados. A perda do emprego também é uma consequência comum para o dependente.

A sociedade também adoeceu refém dos usuários e dependentes químicos. Onde para manter seu vício acabam cometendo crimes por estarem acometidos pelos efeitos da droga ou para adquirir a substância. A relação droga/criminalidade vem de um conceito tripartido: econômico, compulsivo e sistêmico. Por fim, atos violentos são praticados diariamente em decorrência do mercado de drogas ilícitas, como roubos, latrocínios, homicídios e confrontos por pontos de tráfico.

Na busca de frear este progresso os Estados criaram diversas políticas públicas para acabar com esta doença social, uma das formas é a prevenção trabalhada nas escolas através do Proerd, um programa que busca conscientizar as crianças e adolescentes dos efeitos das drogas e as consequências do seu uso, para que não tenham curiosidade de usá-las e saibam se defender desse mal. Esse trabalho também busca orientar professores e pais que são os responsáveis diretos pela educação e orientação dessas crianças e adolescentes.

Outra ferramenta importante para as polícias no combate às drogas é o trabalho conjunto com a sociedade, o qual tem por finalidade acabar com pontos de tráfico e lucro das drogas. Hoje utiliza-se da inteligência como forma de receber informações, monitorar e confeccionar provas para que se efetive um trabalho para combater aos pequenos e grandes traficantes, e derrubar grande parte do poder aquisitivo das quadrilhas envolvidas no sistema.

Fique atento. Informe-se. Reaja. Ajude. Pare antes de começar. Quando lhe oferecerem drogas, recuse e saia de perto, observe se algum amigo ou familiar está envolvido com drogas. Evite as tentações. Fique sempre atento ao que acontece à sua volta. Saiba como lidar com essas situações antes que elas surjam. Encontre uma atividade divertida para ocupar o seu tempo, como ler, caminhar, ou praticar esportes. Isso realmente ajuda você a dizer não e tornará a sua vida, de sua família e da sociedade muito melhor.

Ajude as polícias no combate às drogas, evitando que aumente cada dia mais este problema biopsicossocial. O trabalho se tornará cada vez mais eficiente com o apoio da comunidade, que através de denúncias anônimas pelo telefone 181 pode repassar informações sobre pontos de tráfico.

Leia Também O cão, o trigo e o Fusca Não incide IOF sobre fluxo financeiro em participação em sociedade “Enviados para testemunhar o Evangelho da paz” Solução para o atraso