Polêmica urna eletrônica

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Dinheiro público indo para o ralo nos presídios

Há muito que o Sistema Penitenciário no país está falido, não serve para nada, a não para privar criminosos da liberdade, o que é justo, porém, dentro das cadeias, da forma em que estão à maioria se torna pessoa mais perigosa ainda. Não tem ocupação saudável, faltam oficinas, colocar no trabalho mesmo, produzir para comer, por exemplo, através de hortas, seria o mínimo, mas nem isso. É preciso revolucionar essa área, criar muitas colônias penais, desafogar as celas, fazer uma triagem entre os companheiros, por tipo de crime, senão vai continuar sendo uma escola e os mais inexperientes aprendendo com os mais velhos. O dinheiro público investido para manter o sistema está indo pelo ralo, e o que é pior, voltando contra a sociedade de bem, pois o país está pagando para ter criminosos mais competentes.

 

Realidade dos presídios da região

 Vejam bem, na região de Passo Fundo tem 12 presídios, com capacidade para “guardar” 307 presos, mas hoje tem mais de 700. No de Passo Fundo, que é o maior, a capacidade é para 140 presos, mas está com mais de 300 cumprindo pena. Isso que com o trabalho, que merece elogios, que vem sendo feito, principalmente pela BM, a cada dia mais pessoas são presas em flagrante e foragidos recapturados. Não tem como dar certo isso. A sociedade precisa se unir para buscar alternativas de salvar quem ainda é possível, senão daqui a pouco vamos ter mais presos, do que pessoas em liberdade. Pessoas do bem estão cada vez mais presas dentro de casa ou dentro de um caixão. Por isso, a ideia de criar aqui uma APAC – Associação de Proteção e Assistência ao Condenado é uma iniciativa que deve ser apoiada pela população. Diferente do que parece inicialmente, esta associação vem para proteger a sociedade, inclusive aqueles que dizem que “bandido bom, é bandido morto”.

 

Polêmica urna eletrônica

No programa Frente e Verso, do próximo sábado, pela Rádio Planalto, a confiabilidade da urna eletrônica estará em discussão. Como é ano de uma eleição importante no nosso país, o processo eleitoral está em foco e muitos eleitores, políticos e profissionais da área de informática, suspeitam que a urna eletrônica possa ser fraudada e os resultados manipulados. Tem muita acusação rolando por aí, inclusive de que os resultados já estão sendo preparados, antes mesmo do eleitor exercitar o seu direito ao voto. O programa pergunta: Você acredita na urna eletrônica ou no tempo do voto manual os resultados eram mais confiáveis. Participe!

 

Dizem por aí... Que se o eleitor não “abrir o olho” fiscalizar e investigar, as eleições desse ano serão manipuladas a favor daqueles políticos a serviço da corrupção. Será verdade?  

Leia Também Marta e Maria Curiosidades sobre o Fusca Como fica o Congresso após a aprovação da Reforma da Previdência? Com sapato ou sem sapato