Antecessores do Fusca

Postado por: Júlio César de Medeiro

Compartilhe

Na Europa pós 1ª Guerra Mundial, a Alemanha era um dos países menos motorizado, reflexo da dura crise que enfrentava. Apenas carros de luxo, montados praticamente a mão eram produzidos e a esmagadora maioria da população, empobrecida, não tinha qualquer condição de possuir um meio de transporte próprio. Esse cenário alimentou o conceito de Volks Auto ou Volks Wagen, expressões alemãs que traduzem a ideia do carro popular.

Aproveitando esse clamor crescente pelo Volks Wagen na Alemanha e também em países como a Áustria e a Tchecoslováquia, em 1931 a Zündapp, fabricante de motos, decidiu investir no segmento automotivo. Encomendou ao recém fundado escritório Konstruktionbüro, do professor  Porsche, a construção de um protótipo de carro popular. Após um ano de trabalho, Porsche apresentou três carros (com mecânica Zündapp e carrocerias Reutter) e o projeto recebeu o nome Typ 12.

Os modelos eram compactos, baratos, aerodinâmicos e contavam com um curioso motor radial de cinco cilindros que rendia 1200cc, refrigerado a ar e instalado na traseira do carro. Contudo, esses protótipos eram ainda muito diferentes do formato do Fusca que conhecemos.

Porém, no mesmo ano a Zündapp  rescindiu o contrato com Porsche, por problemas financeiros, sendo que nunca foi dada continuidade ao projeto. Um dos protótipos permaneceu com o professor e os outros dois com a Zündapp, mas nenhum sobreviveu a 2ª Guerra. Uma réplica dos Typ 12, montada a partir de projetos e memórias foi construída e permanece em exposição na cidade de Nuremberg, na Alemanha.

Na próxima semana vamos abordar outro projeto de Porsche que ajudou a criar o carro mais amado do mundo, o nosso Fusca. Grande abraço.

 

Leia Também Pobreza de propostas em campanhas eleitorais Alimentos aquecidos a altas temperaturas e risco de câncer Armando, Nicanor e Itamar. Nossa Senhora Aparecida, clamamos por paz!