Paixão

Postado por: Isadora Fochi

Compartilhe

Hoje, é difícil imaginar o Rio Grande do Sul sem sua tradição, na verdade, é quase impossível de se fazer isso. Mas, e se em 1947, aqueles jovens não tivessem resgatado tudo o que acho conhecemos de nossa cultura? Como seria? Quantas e quantas vidas não teriam se cruzado por conta da iniciativa daqueles jovens. Estes que por sua vez, não estão mais entre nós. O Piquete da Tradição hoje se reúne, recebendo mais um de seus oito. A figura mais ilustre, inspiradora e sem dúvidas a maior referência do tradicionalismo, partiu, nessa segunda-feira, dia 27 de Agosto, para a querência do céu.

João Carlos D’Ávila Paixão Cortes, um dos maiores nomes que o Rio Grande teve a oportunidade de homenagear e reconhecer, e à quem o Rio Grande deve total reconhecimento e agradecimentos. Em 1947, Paixão Cortes foi o jovem que deu o ponta pé inicial para que tudo isso que hoje chamamos de tradicionalismo pudesse então tomar forma. Tomando o Colégio Júlio de Castilhos como palco, Paixão e seus colegas se encarregaram de resgatar a tradição gaúcho, que aos poucos, se perdida cada vez mais. E podemos hoje dizer, que o trabalho deles foi concretizado e realizado da melhor forma possível, tomando dimensões uma vez, inimagináveis.

Depois de 1947, em 1948, Paixão Corte teve papel fundamental na fundação do 35 CTG, em 24 de Abril, na capital de todos os gaúchos, querida Porto Alegre. E muitos outros legados que hoje são encontrados em todas as entidades do estado, nas nossas danças, no nosso folclore... enfim, no nosso ser tradicionalista.

A ti, querido Paixão, nosso muito obrigada, e nossa gratidão incapaz de ser transcrita em palavras. Tu estas eternizado em cada canto do Rio Grande, e em cada tradicionalista que o teu movimento inicial ajudou a formar. Nosso eterno, Laçador, a juventude tradicionalista agradece por teus feitos, e que não nos falte garra, animo e “paixão” para seguirmos lutando por esta causa que abraçamos.

 

Leia Também 560 mil quilômetros de histórias e contando Negócios da área da saúde e a preocupação ambiental Declaração Universal dos Direitos Humanos As saídas temporárias dos presos