Marau é a cidade mais limpa do Brasil

Compartilhe

Marau, da região de Passo Fundo, ficou em primeiro lugar no Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana. A pesquisa avalia, de acordo com as diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), a forma como cada município brasileiro destina o lixo sólido.

Confira o ranking das cidades mais limpas do Brasil:
1. Marau (RS) – 0,827
2. Braço do Trombudo (SC) – 0,827
3. Sapucaí-Mirim (MG) – 0,824
4. Itapiranga (SC) – 0,820
5. Presidente Lucena (RS) – 0,817
6. Não-Me-Toque (RS) – 0,812

Para o Prefeito Iura Kurtz, “essa é uma importante conquista dos marauenses que estão cada vez se conscientizando da importância de coletar e separar seus lixos. Da mesma forma, a Prefeitura planejou e vem adotando novas formas de Gestão que priorizam o Meio Ambiente. Quando assumimos readequamos o contrato de coleta do lixo, reduzindo os custos e ao mesmo tempo aumentando os serviços ofertados”.

Desde 2017 a Prefeitura de Marau vem economizando cerca de R$ 100 mil mensais com o contrato da coleta de lixo e ao mesmo tempo aumentou os serviços prestados. O novo cronograma estabelecido para coleta de entulhos, desenvolvido pela Secretaria de Cidade, Segurança e Trânsito, é outro fator que colaborou pela primeira colocação de Marau em todo Pais. “Seguimos em frente com muito trabalho, de forma planejada e organizada, melhorando cada vez mais nossa cidade”, frisou o Secretário Nego Vedana.

O estudo, realizado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selurb) em parceria com a PwC Brasil, levou em conta uma série de critérios, como o IDH da cidade, a extensão da cobertura da coleta de lixo, a porcentagem da população atendida pelos serviços de limpeza urbana, a sustentabilidade financeira dos municípios – capacidade da prefeitura de arcar com os custos de reciclagem, os estímulos financeiros feitos para a mudança comportamental da população, o percentual de lixo reciclado, o percentual do lixo destinado incorretamente – para lixões, e se existe alguma taxa voltada para a limpeza urbana.

Segundo o estudo, se os Municípios seguirem a cidade de Marau, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná vão conseguir reduzir o impacto ambiental do lixo sólido produzido oito anos antes da meta estabelecida pela ONU, datada de 2030.

Leia Também Comunidade ora pela recuperação de criança que caiu de cavalo em Espumoso Administração de Ernestina decreta luto por morte de diretora de escola Lavoura de soja é incendiada em Mato Castelhano PRF atende acidente com vítimas fatais na BR-285 em Lagoa Vermelha