23º Domingo do Tempo Comum.

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
O mês de agosto nos levou a homenagear as diferentes vocações, promovendo-as e rezando por elas. Agora no mês de setembro reverenciamos, com especial carinho e atenção, a Palavra de Deus (Bíblia). Palavra de Deus: VERDADE e VIDA.
A partir do Concílio Vaticano II, a Bíblia retomou seu lugar na Igreja, como fonte e alma da vida cristã. Um conjunto de livros que revelam a vida de Deus presente na história humana. Lemos a Palavra de Deus à luz dos acontecimentos atuais, tirando dela o nosso direcionamento diante dos acontecimentos do mundo. 
A liturgia deste final de semana nos traz o Evangelho escrito pelo evangelista Marcos 7, 31-37. No território da Decápole Jesus cura um surdo-mudo. Ergueu os alhos ao céu e disse "Éfeta", que quer dizer "abre-te". As pessoas presentes, admiradas, exclamavam: "ele, fez bem todas as coisas. fez ouvirem os surdos e falarem os mudos." A cura do surdo-mudo significa  a abertura deles em relação a Jesus, para escutá-lo e para proclamar sua Palavra.
Este Evangelho quer também ensinar a cada um de nós a estarmos com os ouvidos abertos à Palavra de Deus e com alegria anunciarmos a todos que estão ao nosso redor a Boa-Nova do Evangelho. 
Bom domingo na paz do Senhor.

Leia Também 560 mil quilômetros de histórias e contando Negócios da área da saúde e a preocupação ambiental Declaração Universal dos Direitos Humanos As saídas temporárias dos presos