Em Dia de Campo, protagonismo do meio rural é ressaltado

Compartilhe

Pavilhão lotado e muita chuva do lado de fora. Assim foi o 4º Dia de Campo Hortaliças e 1º Seminário de Horticultura, realizado nesta quinta-feira, 18 de outubro, no distrito de São Roque. Numa promoção da Prefeitura de Passo Fundo, através da Secretaria do Interior, Emater, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Cresol e Sicredi, o evento levou dezenas de pessoas para acompanhar as palestras que focaram as alternativas de produção.

Mais do que um evento técnico, o Dia de Campo mostrou aos participantes o protagonismo do meio rural. Conceito esse abordado por todas as autoridades convidadas, dentre elas o vice-prefeito João Pedro Nunes, e o secretário do Interior, Antônio Bortolotti. Para o vice-prefeito, o principal acontecimento do evento foi mostrar a força que vem das pequenas propriedades, que produzem grande parte dos alimentos consumidos na cidade. “Hoje temos uma população em sua grande maioria na zona urbana, mas muitos vieram o meio rural e é a agricultura produzida aqui que gera alimentos para todos. É por isso que temos sempre que apoiar a formação, os eventos técnicos que qualificam os pequenos produtores”, salientou.

O incentivo dado pela administração às comunidades do interior de Passo Fundo também foi ressaltada. O gerente da Emater, Oriberto Adami, lembrou da importância do programa que garante a compra dos produtos da agricultura familiar para a merenda escolar, o que, para ele, representa qualidade na alimentação oferecida para as crianças e incentivo para quem a produz.

Alternativas de produção
Dentro do mote de alternativas de produção, uma das palestras da manhã foi sobre a produção de batata-doce. O tema foi exposto pela analista da Embrapa Clima Temperado, Andréa Noronha, que apresentou uma variedade de batata-doce desenvolvida na cidade de Pelotas e que teria boa adaptação na região. Em seguida foi a vez do pesquisador José Ernani Schwengber, também da Embrapa Clima Temperado, falar sobre a produção de hortaliças em sistema agroecológico. E, para encerrar o ciclo de palestras, a engenheira agrônoma e professora da Universidade de Passo Fundo (UPF), Eunice Oliveira Calvete e o doutorando da UPF José Luís Trevisan, falarem sobre as tecnologias sustentáveis no cultivo do morangueiro.

(Fotos: Divulgação/PMPF)

Leia Também Receita de sucesso da Cotrijal é tema de palestra em São Paulo Feirantes devem se adequar às novas regras de comercialização de hortifrutigranjeiros Prefeitura de Ernestina conclui obra da ponte em Encruzilhada Müller Planalto News no encontro de sementes crioulas e produtos orgânicos em Dois Lajeados