Passo Fundo recebeu mais uma Estação de Leitura

Compartilhe


Com o projeto Jornada em Movimento 2018, a literatura passa a fazer ainda mais parte da cidade. Uma das atividades desse movimento é a Estação de Leitura, que aconteceu em mais uma escola municipal nessa terça-feira (30). Os alunos e professores da Escola Municipal São Luiz Gonzaga apresentaram suas produções e percepções de obras literárias para a comunidade. 

A criação para as diversas manifestações artísticas teve como base as histórias dos livros dos escritores César Obeid, Antonio Schimeneck, Anna Lee, Simone Pedersen, Helena Gomes e Bento de Luca. Segundo o diretor da escola, Sírio Chies, tudo foi feito com esforço e dedicação dos alunos e professores. “Assim buscamos construir uma sociedade melhor e com leitores”, ressaltou. 

Essa é a segunda Estação de Leitura realizada em Passo Fundo. A primeira foi na Escola Municipal Padre José de Anchieta, no bairro Jerônimo Coelho. A secretária adjunta de Educação, Jeanete Basso, destaca que essa é uma preparação para a Jornada e tem o objetivo de que os alunos vivam a literatura. “Quando o aluno é protagonista da história é um aprendizado que fica para vida toda. Eles leem o livro e vivem isso, com certeza, esses livros e autores nunca serão esquecidos”, afirmou. 

Para um dos coordenadores das Jornadas Literárias, o professor Dr. Miguel Rettenmaier, o resultado do projeto Jornada em Movimento foi positivo. “Nós temos aqui a realização de todo um trabalho que envolveu uma comunidade naquele aspecto que para nós é muito caro, muito importante: a noção de que a formação do leitor se dá em termos individuais, subjetivos, mas também comunitários. É importante, para formar leitores, a consciência de que nós devemos formar comunidades leitoras”, observou.

Além de Passo Fundo, Marau e Lagoa Vermelha também recebem a iniciativa. No dia 10 de novembro acontecerá a quarta e última Estação de Leitura de 2018 em Marau, na Escola Vinte e Oito de Fevereiro. 

Sobre o projeto Jornada em Movimento
O projeto Jornada em Movimento foi criado em 2018 pelas Jornadas Literárias, que são realizadas pela Prefeitura de Passo Fundo e Universidade de Passo Fundo (UPF). Com uma ação intitulada “Caminhos e estações: leitores e autores”, o projeto está sendo desenvolvido em Passo Fundo e nos municípios de Marau e Lagoa Vermelha em três momentos, que incluem o curso de extensão “A leitura multiplicada: a formação do agente de leitura”, as Estações de Leitura e o Encontro com Escritores. A programação segue até o final do ano. Mais informações no site www.upf.br/16jornada.

(Foto: Divulgação)


Leia Também Imed realiza Vestibular neste sábado Medicina, Direito e Odontologia são os cursos mais procurados para o Vestibular de Verão da IMED Prova do Vestibular de Verão 2019 da UPF é neste sábado Preparativos em reta final para a Cantata Natalina em Passo Fundo