Segurança Pública: dever do Estado e esperança da sociedade

Postado por: Gilnei Fogliarini da Costa

Compartilhe

É inevitável falarmos da onda de violência que tem tomando conta de nossa sociedade nos últimos, e que tem assustado demasiadamente as pessoas. O que nos põe em debate é saber onde se encontra o problema causador de estado crítico, seria a educação precária que os torna cidadãos sem a mínima estrutura para vida em sociedade, seria a impunidade para o cidadão infrator, seria o caos estabelecido nos estabelecimentos prisionais onde não há a mínima qualidade de readaptação, em todos estes casos temos como vetor central o Estado, mas seria apenas a mão do Estado capaz de recuperar a “paz social”?

A esperança renasce no coração da sociedade quando um Governo eleito democraticamente levanta a bandeira da segurança pública em prol desta sociedade demasiadamente abandonada. A esperança é de não permitir que a violência se dissipe pela sociedade brasileira, retornando a tranquilidade e o bem estar social para todos os lares, a integridade física como direito efetivado.

Devemos acreditar e confiar nessa nova fase que se iniciará no próximo ano, com olhar atento, e ao mesmo tempo que torcemos para que tudo se efetive, devemos cobrar que toda mudança prometida seja cumprida.

Leia Também Concessões e privatizações para salvar o Estado Economia versus política Utilização de águas de reuso O Fusca e o padre