Presidente do Grêmio fala em grande decepção com decisão da Conmebol

Compartilhe
O Grêmio se mostrou inconformado com o resultado do julgamento do caso Marcelo Gallardo. Com o seu pedido de revisão de pontos na partida da semifinal da Libertadores negado pela Conmebol, o presidente da equipe gaúcha, Romildo Bolzan Júnior, fez questão de atacar os resultados da ação divulgados pela entidade que comanda o futebol sul americano na noite do último sábado.
“Uma enorme decepção, para não dizer suspeição. Uma enorme decepção, profunda, porque também essa decisão é tão sem consistência, que nem sequer levanta hipótese de punir o River Plate. A Conmebol se apequenou. Está cedendo e sendo conivente, absolutamente condescendente com os hábitos que foram praticados contra autoridade e dignidade dela própria”, declarou o mandatário.

Na última terça-feira o Grêmio acabou derrotado para o River Plate por 2 a 1, sendo eliminado da Copa Libertadores. No entanto, o técnico da equipe argentina, Marcelo Gallardo, desrespeitou uma punição que recebeu da Conmebol e manteve contato com seus atletas e comissão técnica durante a partida.

O Grêmio buscou a reversão dos pontos já que o treinador desacatou uma suspensão. No entanto, a Conmebol negou o pedido dos brasileiros e divulgou uma nova punição ao comandante argentino: quatro jogos sem contato com os atletas e uma multa de US$ 50 mil (cerca de R$ 184 mil).

Fonte: Superesportes

Leia Também Técnico Paulo Porto começa novo desafio no Passo Fundo Passo Fundo Futsal vence segunda partida pela Copa Regional Técnico Paulo Porto de volta ao E. C. Passo Fundo Federação adia estreia do campeonato do Gaúcho