Presidente do Grêmio fala em grande decepção com decisão da Conmebol

Compartilhe
O Grêmio se mostrou inconformado com o resultado do julgamento do caso Marcelo Gallardo. Com o seu pedido de revisão de pontos na partida da semifinal da Libertadores negado pela Conmebol, o presidente da equipe gaúcha, Romildo Bolzan Júnior, fez questão de atacar os resultados da ação divulgados pela entidade que comanda o futebol sul americano na noite do último sábado.
“Uma enorme decepção, para não dizer suspeição. Uma enorme decepção, profunda, porque também essa decisão é tão sem consistência, que nem sequer levanta hipótese de punir o River Plate. A Conmebol se apequenou. Está cedendo e sendo conivente, absolutamente condescendente com os hábitos que foram praticados contra autoridade e dignidade dela própria”, declarou o mandatário.

Na última terça-feira o Grêmio acabou derrotado para o River Plate por 2 a 1, sendo eliminado da Copa Libertadores. No entanto, o técnico da equipe argentina, Marcelo Gallardo, desrespeitou uma punição que recebeu da Conmebol e manteve contato com seus atletas e comissão técnica durante a partida.

O Grêmio buscou a reversão dos pontos já que o treinador desacatou uma suspensão. No entanto, a Conmebol negou o pedido dos brasileiros e divulgou uma nova punição ao comandante argentino: quatro jogos sem contato com os atletas e uma multa de US$ 50 mil (cerca de R$ 184 mil).

Fonte: Superesportes

Leia Também Sábado para buscar o acesso no futsal ouvindo a Planalto News Gaúcho conquista vitória marcante em Erechim Paintball: desportistas participam de disputa domingo em Passo Fundo Atleta da UPF disputa maior ultramaratona de praia do mundo