Dicas e medidas de segurança

Postado por: Gilnei Fogliarini da Costa

Compartilhe

Neste período de final de ano estamos mais vulneráveis a roubos e furtos, em que os indivíduos se aproveitam dos momentos de distração das pessoas ou do abandono de seus lares quando saem para viagens. Com o intuito de orientar o cidadão, apresento um conjunto de medidas de segurança, que poderão prevenir e minimizar o grau de vulnerabilidade das pessoas tornarem-se vítimas em potencial e, assim, elevar seu nível de proteção.

Quando chegar ou sair de casa, fique atento, pois são essas as ocasiões mais propícias para roubos e sequestros. As crianças devem ser orientadas para não abrir a porta para estranhos e nem trazer desconhecidos para casa sem autorização. Nunca deixe portas e portões abertos, mesmo que tenha alguém em casa, e também oriente seus filhos e empregados sobre essa providência. Só contrate empregados com referências anteriores. Oriente familiares e empregados para que não comentem com estranhos sobre os bens que a família possui e dos hábitos. Ao se deparar com sua residência arrombada, não entre, ligue para a Brigada Militar, pelo telefone de emergência 190 e aguarde a chegada de uma viatura policial.

Quando estiver em via pública não abra a carteira ou bolsa na frente de estranhos, não conte o dinheiro em público, não ande com todos os seus documentos ou todos os cartões de crédito, separe pequenas quantias em dinheiro para pagar passagens, café, lanches. Notando que está sendo seguido por elemento suspeito, aja com naturalidade, entre em qualquer lugar público e ligue para o Telefone de Emergência 190. As mulheres devem conduzir bolsa de alça sempre em frente ao corpo, segurando firmemente a alça, em caso de bolsa sem alça, deve ser conduzida junto ao corpo, protegida pelo braço. Após o trabalho, escola ou festa espere pela companhia de um amigo para saírem juntos. Evite cortar caminho por becos, vielas, ruas desconhecidas, terrenos, construções, etc. Não pare para atender pedidos que lhe despertem desconfiança, confie em seus instintos. Não peça orientação a estranhos, procure postos da Brigada Militar ou estabelecimentos comerciais.

Ao viajar informe algum vizinho de confiança que estará fora por determinado período, deixando algum número de telefone para contato. Cancele, ou solicite que alguém recolha os jornais, revistas e correspondências que por acaso chegarem neste período. Tenha sistemas que acendam e apaguem as luzes de sua residência no período, ou peça que alguém o faça. Se tiver animais deixe algum conhecido responsável para alimentá-lo. Certifique-se de que as portas e janelas voltadas para áreas externas estão trancadas, inclusive a garagem. Ao sair para a viagem seja o mais discreto possível, evite algazarra e alarde que chame a atenção de estranhos;

Lembre-se que o bem maior é a vida, bens materiais podem ser adquiridos novamente. Utilizando estas medidas de segurança, você estará contribuindo para a preservação de sua vida, de seus familiares e do seu patrimônio.

 

Leia Também Concessões e privatizações para salvar o Estado Economia versus política Utilização de águas de reuso O Fusca e o padre