Soja nasceu mal e pode afetar o rendimento

Compartilhe
Fotos: João Altair / Lavouras em Ernestina   Fotos: João Altair / Lavouras em Ernestina 

O andamento da lavoura de soja está sendo bastante atípico nesse ano. 

Em todas as comunidades do interior, são inúmeros os relatos de produtores que tiveram que replantar a soja devido aos sérios problemas de germinação. Os gastos com sementes, fertilizantes, combustível e mão-de-obra aumentaram quantitativamente o custo de produção. E a germinação dos replantes nem sempre é bem sucedida o que indica uma baixa no potencial de produção das lavouras e que vai afetar o resultado final.

O problema, segundo os técnicos, esteve no excesso de frio. Houve muita temperatura baixa depois do dia 20 de outubro quando começou o período indicado para o cultivo. Hoje mesmo (três de dezembro, a temperatura foi de oito graus na madrugada na região de Passo Fundo. Rodrigo Minguini, agrônomo e consultor da Bayer, disse na Rádio Planalto, que o excesso de frio provoca o desenvolvimento de fungos que afetam a germinação. Os replantes na mesma linha não são recomendáveis. Mesmo que o produtor queria fazer isso para aproveitar o adubo, corre o risco de desperdiçar novamente a semente pelo fungo que ali está instalado. Ele recomenda o plantio fora dessa linha ou cruzado com o primeiro. 
O problema fez ascender uma luz junto ao setor técnico. Na semana passada a APASSUL, (Associação dos Produtores de Sementes) realizou uma reunião com 80 agrônomos para discutir o problema. Voltou a baila a sugestão de rotação de culturas para evitar o ataque de fungos. 



(Fotos: João Altair, lavouras em Ernestina)

Leia Também Coprel recebe Conselho Consultivo em reunião preparatória para a Assembleia Geral KUHN do Brasil presente no Show Rural Coopavel Elmar Floss receberá Prêmio Semente de Ouro na Expodireto ABPA traz técnicos europeus para visita a frigorífico de Marau