Centro de Especialidades Odontológicas fará 350 atendimentos por mês

Compartilhe

Criado para ser referência no atendimento de saúde bucal no município, o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) foi inaugurado nessa segunda-feira (10). Resultado de convênio firmado entre a Prefeitura de Passo Fundo e a Universidade de Passo Fundo, o CEO têm o objetivo de executar um trabalho conjunto para atendimento de pacientes usuários do SUS, encaminhados exclusivamente pela rede de saúde do município. 

“Concretizamos essa iniciativa que começou muito tempo atrás. Em 2014 buscamos recursos e finalizamos agora esse processo. O CEO será referência na área para a população, um serviço importante que vai melhorar a vida das pessoas”, destacou o prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, que também agradeceu a parceria com a universidade. 

Para a reitora da UPF, Bernadete Dalmolin, “o CEO é um sonho antigo”. Ela enfatizou a importante parceria entre município e universidade. “Isso foi muito discutido e planejado. Os pacientes encaminhados pela unidade de saúde terão aqui uma referência que será rápida, agendada e qualificada. É uma avanço para o sistema de saúde e a população atendida, além de contribuir para que os alunos tenham ainda mais conhecimento”, afirmou. 

Estão previstos 350 atendimentos ao mês, incluindo profilaxia, periodontia, endodontia e cirurgias. Também serão feitos no local procedimentos básicos em pacientes especiais como doentes crônicos, cardiopatas, gestantes, cadeirantes e portadores de síndrome de Down.

A secretária de Saúde, Carla Crivellaro Gonçalves, falou sobre a importância da saúde bucal. “É uma área que buscamos sempre melhorar. O CEO vai fortalecer as ações mais complexas, que passam a ser executadas aqui, enquanto as unidades focam na atenção básica e na promoção da saúde”, afirmou. 

Os pacientes serão atendidos em cinco consultórios localizados na Faculdade de Odontologia, que fica no campus I da UPF. O atendimento será feito por alunos e professores. Até início de janeiro de 2019 os últimos ajustes serão feitos, como a conclusão da instalação do teleagendamento. Em seguida, os atendimentos serão abertos para a comunidade, com encaminhamento através da rede de saúde municipal. 

Leia Também Estudo aponta aumento de câncer em população de 20 a 49 anos Censo vacinal da febre amarela prossegue no interior de Passo Fundo Avanço das obras do Hospital Municipal deve mudar rotina do estacionamento Desinsetização prossegue nas unidades de saúde