Deus continua a chamar

Postado por: Adalíbio Barth

Compartilhe

A história pessoal de cada padre, religioso ou religiosa, é uma surpresa da graça de Deus, que age de uma maneira surpreendente.

Perguntei, certa vez, a um jovem Irmão Religioso como foi o processo de chegada dele à vida religiosa consagrada. Ele me contou assim:

- “Eu era pintor. Aceitei um serviço num colégio de Irmãos de vida consagrada. Para pro­teger o chão dos pingos de tinta que poderiam sujá-lo, deram-me um pacote de jornais. Espalhei-os pelo chão e iniciei o serviço. Quando já estava bastante cansado, sentei-me para regenerar as minhas energias.

Olhando para os jornais no chão, reparei um impresso diferente, colorido, que aparecia por entre os papéis. Tomei-o em mãos, olhei um pouco e colo­quei-o no bolso para lê-lo melhor em casa, à noite.

Gostei do que estava escrito no folheto e entrei em contato com o anima­dor vocacional, cujo nome constava ali, como orientador. Minha surpresa é que deu tudo certo, ingressei na vida religiosa e agora já são trinta anos de serviço na educação da juventude”.

Deus chama a cada um de nós para seguir um caminho de realização humana e cristã. A maneira própria como Ele nos chama é diferente para cada um. A história pessoal de cada padre, irmão ou irmã religiosa, é diferente de outro. Assim também a história de um casal até o casamento é cheia de surpresas. Deus fala assim.

Leia Também Juiz Federal exclui PIS e Cofins das próprias bases de cálculo Marta e Maria Curiosidades sobre o Fusca Como fica o Congresso após a aprovação da Reforma da Previdência?