Governo Bolsonaro fará operação pente-fino em benefícios pagos irregularmente

Compartilhe

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregularidade. O anúncio foi feito pelo secretário Especial da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, após reunião, no Palácio do Planalto, para tratar da medida provisória de combate a fraudes no INSS, que deve ser editada pelo presidente Jair Bolsonaro até segunda-feira (14).

Há mais de 2 milhões de benefícios que precisam ser auditados, porque têm algum indício de ilicitude. Por isso há necessidade de fazer uma espécie de mutirão para zerar esse estoque, segundo o secretário.

Leia Também Davos: Bolsonaro afirma que quer fazer do Brasil um dos melhores países para se investir Atenção: golpe volta a usar WhatsApp para roubar dinheiro Suspeitos de envolvimento na morte de Marielle Franco são presos no Rio de Janeiro Passo Fundo teve 12 casos de feminicídio registrados em 2018