Ausentes fisicamente, mas presentes na memória!

Postado por: Ari Antônio dos Reis

Compartilhe

Nesta semana a Arquidiocese de Passo Fundo perdeu dois presbíteros. De formas diferentes deram suas vidas pelo trabalho evangelizador nesta região e o fizeram com zelo e dedicação. Ficamos mais pobres com estas perdas. Mas o céu se enriquece.

Na quinta-feira, dia 10 de janeiro, faleceu o Pe. Rodimar Mascarello, vítima de infarto. No domingo, dia 13 de janeiro, faleceu o Pe. Paulo Augusto Farina, devido a uma hemorragia digestiva, causada por um câncer.

Pe. Rodimar, por ocasião de sua morte, aos 51 anos de idade, exercia a função de vigário paroquial na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida e era também juiz do Tribunal Eclesiástico da Arquidiocese de Passo Fundo, trabalho realizado com muito empenho e dedicação. Outro destaque do seu serviço pastoral era o acompanhamento do Encontro de Casais com Cristo, ECC, atividade que exerceu com amor e dedicação. Pe. Rodimar marcou nossas vidas pela humildade e presença fraterna. O empenho nas celebrações e o amor com que presidia a eucaristia assim como a caridade pastoral se fizeram oferta agradável a Deus nosso pai.

Pe. Paulo Augusto Farina faleceu aos 89 anos de idade. Foi o fundador da Rádio Planalto de Passo Fundo e por muitos anos administrador da Fundação Lucas Araújo voltada ao trabalho com crianças e idosos pobres. Também foi o organizador da Paróquia São Cristóvão. Durante o seu velório na Catedral muitas pessoas faziam questão de ressaltar a influência do trabalho da Fundação em suas vidas. Pe. Paulo marcou a nossa Arquidiocese pela caridade organizada e isto fez a diferença na vida de muitas pessoas pobres. No trato pessoal, especialmente com os colegas de ministério presbiteral, era muito atencioso e cordato. Era uma pessoa gentil e preocupada com o ser humano. Deixou a marca do bem na cidade e Passo Fundo.

Estes dois colegas estão ausentes fisicamente. Contudo estão presentes na memória daqueles que tiveram a graça de conviver com eles. Deus lhes dê o descanso eterno e permita que o bom testemunho que deixaram permaneça em nossas memórias e frutifique como a boa semente. 

Leia Também Cristo Rei Empregador em foco: Contratação de Autônomo O amor é cego Dia da Consciência Negra!