Arábia Saudita restringe exportação de carne de frango do Brasil

Compartilhe

A Arábia Saudita habilitou 25 estabelecimentos brasileiros, localizados em distintas regiões do país, como exportadores de carne de frango para aquele país. A autorização é resultado de uma missão de especialistas sauditas que veio ao Brasil há três meses e visitou frigoríficos, fazendas e fábricas de ração.

Os 25 estabelecimentos comerciais responderam, no ano passado, a 63% do volume das exportações brasileiras de carne de frango – porcentagem que correspondeu a 437 mil toneladas – para a Arábia Saudita.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) tomou conhecimento do relatório publicado pelo serviço sanitário da Arábia Saudita. De acordo com a assessoria de imprensa do Mapa, o relatório está sendo examinado para que os estabelecimentos sejam informados, em detalhes, sobre as recomendações encaminhadas pelos sauditas.

Associação

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) informou que 58 plantas são habilitadas pelo Ministério da Agricultura para exportar. Do total, 30 exportam para a Arábia Saudita - e 25 foram habilitadas e cinco, não.


Créditos: Agência Brasil

Leia Também Feirantes devem se adequar às novas regras de comercialização de hortifrutigranjeiros Prefeitura de Ernestina conclui obra da ponte em Encruzilhada Müller Planalto News no encontro de sementes crioulas e produtos orgânicos em Dois Lajeados Agricultores visitam a Rádio Planalto na madrugada