Arábia Saudita restringe exportação de carne de frango do Brasil

Compartilhe

A Arábia Saudita habilitou 25 estabelecimentos brasileiros, localizados em distintas regiões do país, como exportadores de carne de frango para aquele país. A autorização é resultado de uma missão de especialistas sauditas que veio ao Brasil há três meses e visitou frigoríficos, fazendas e fábricas de ração.

Os 25 estabelecimentos comerciais responderam, no ano passado, a 63% do volume das exportações brasileiras de carne de frango – porcentagem que correspondeu a 437 mil toneladas – para a Arábia Saudita.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) tomou conhecimento do relatório publicado pelo serviço sanitário da Arábia Saudita. De acordo com a assessoria de imprensa do Mapa, o relatório está sendo examinado para que os estabelecimentos sejam informados, em detalhes, sobre as recomendações encaminhadas pelos sauditas.

Associação

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) informou que 58 plantas são habilitadas pelo Ministério da Agricultura para exportar. Do total, 30 exportam para a Arábia Saudita - e 25 foram habilitadas e cinco, não.


Créditos: Agência Brasil

Leia Também Seca arrasa lavoura de milho em Ernestina Emater realiza encontro de avaliação e planejamento regional em Passo Fundo Mulheres cooperativistas em ação: atitude para fazer a diferença Presidente do Paraguai é recebido na BSBIOS em Passo Fundo