Foragido do presídio de Carazinho morre em confronto com o POE em Não-Me-Toque

Compartilhe

Um homem de 31 anos foi morto após confronto com o Pelotão de Operações Especiais (POE) da Brigada Militar (BM) de Carazinho, por volta das 16h deste sábado (9), em Não-Me-Toque. Ele é suspeito de ter cometido uma série de roubos com vítima durante a manhã no município e também, de ter participado de outra ocorrência, quando houve troca de tiros com a polícia na última quinta-feira (07), entre Carazinho e Não-Me-Toque.

Segundo a polícia, durante as buscas pelo suspeito, a guarnição foi até a residência do homem, quando houve o primeiro confronto. Após, o acusado fugiu em direção a uma área de mata, nas proximidades, momento em que houve uma segunda troca de tiros e o homem acabou sendo baleado.

Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital Alto Jacuí de Não-Me-Toque. O homem foi identificado pela polícia como sendo Gabriel Soares, foragido do Presídio Estadual de Carazinho (PECAR), que possuía diversas passagens pela polícia.


Leia Também Operação Combo: apreensões, prisões e abordagens. Motorista morre na ERS 324 Quarto foragido é preso no Dia do Policiamento Comunitário Conto do Bilhete: quadrilha de Passo Fundo é presa no Paraná por aplicar o golpe