Professores e alunos da Medicina da UPF atuarão no Hospital Municipal

Compartilhe

Com o objetivo de qualificar ainda mais o atendimento na área de saúde, o Hospital Municipal passará a contar com a parceria da Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo (UPF). O atendimento à comunidade será feito por mais de 80 pessoas, entre professores médicos e alunos. Isso será possível graças ao convênio firmado nesta sexta-feira (8) entre a Prefeitura de Passo Fundo e a UPF.

Com abrangência do Sistema Único de Saúde (SUS), os atendimentos dos acadêmicos que cursam a partir do 8º nível serão desenvolvidos no Pronto Atendimento Adulto e no Pronto Atendimento Pediátrico, com atuação clínica, cirúrgica/ambulatorial e pediátrica. Todo atendimento será supervisionado por professores médicos do curso de Medicina da UPF ou por preceptores, que são responsáveis pela formação dos estudantes, nos turnos da manhã e tarde, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h, de segunda a sexta-feira. 

O prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, destacou que mais um compromisso com a saúde é assumido. “Quando recebemos aquele espaço no início do governo ele poderia ser qualquer coisa, menos um hospital. Foi um longo caminho para contornar os problemas, fazer projetos e vencer a burocracia. Demos um passo definitivo com a obra de ampliação, a maior já feita, e indispensável para que nosso hospital continuasse vivo. No entanto, de nada adianta a obra física se não tivermos lá pessoas que vão cuidar de outras pessoas. É por isso que agradeço à UPF e à Faculdade de Medicina, pois sem essa parceria não teríamos conseguido dar um salto tão grande”, afirma. 

Para a reitora da UPF, Bernadete Maria Dalmolin, selar mais essa parceria com o município é a continuação do que já vem sendo desenvolvido na área da saúde. “Há alguns anos o prefeito nos procurou e solicitou uma parceria com o Hospital Municipal nesse sentido. Desde aquele momento foi feito muito para construir isso. Hoje temos a felicidade de ampliar nossa parceria com um objetivo em comum: fortalecer o SUS. Todos temos um carinho pelo Hospital Municipal porque ele é fato o hospital público da cidade”, ressalta. 

O pronto atendimento é o setor mais crítico em qualquer município, conta diretor da Faculdade de Medicina, Dr. Paulo Reichert. “Os hospitais fecharam esse serviço e ficaram apenas com a emergência, o que gera uma enorme demanda. Por isso, essa é uma grande notícia para a cidade. Com certeza vamos qualificar o atendimento para a população”, diz. 

De acordo com o diretor do Hospital Municipal, Róger Teixeira Borges, a parceria irá aliar teoria e prática, auxiliando a instituição no atendimento à comunidade e reduzindo o tempo de espera nos prontos atendimentos adulto e pediátrico. 

O convênio considera a conjugação de esforços para o desenvolvimento de ações e atividades específicas e complementares na área da saúde pública, através da oferta de forma contínua de atendimento clínico ao usuário SUS, além da necessidade de reorganizar, incrementar e ampliar os atendimentos de Urgência e Emergência na cidade. 

(Foto: Alex Borgmann)

Leia Também Confirmado segundo óbito por gripe em 2019 no RS Vacina contra a gripe: mais de 60% do grupo prioritário já está imunizado Ampliação da Unidade de Emergência do HC qualificará atendimento do serviço Lançada a pedra fundamental da Nova Emergência do HC