Vereador diz que mulheres “chinelonas” são vítimas de violência

Compartilhe
(Foto: Divulgação)   (Foto: Divulgação) 

Em meio à luta contra a violência doméstica, em sessão plenária da Câmara de Vereadores de Nova Petrópolis, o vereador Cláudio Antônio Gottschalk (PDT) classificou um projeto informativo como desnecessário. Além disso, falou na tribuna que somente as mulheres “chinelonas” são vítimas da violência.

“Acho que uma mulher que presta não tem problema. Olha, aqui no município de Nova Petrópolis, não temos problemas. Acho que aqui fica feio colocar isso de telefone por aí”, disse Gottschalk. A vereadora autora da proposta, Kátia Zummach, perguntou ao colega o que seria “uma mulher que presta”.

A manifestação foi gravada ao vivo, durante a sessão ordinária de ontem, e está disponível no canal do Youtube da Câmara de Vereadores. A vereadora Kátia diz que se surpreendeu com a manifestação machista e misógina do colega de Parlamento.

A proposta prevê que sejam colocados cartazes informativos do disque denúncia 180 em locais públicos do município. Na sessão de ontem, o tema foi debatido pois ela convidou autoridades policiais e da Saúde para obter dados sobre a violência doméstica na cidade. “Ele menosprezou e disse que são poucos os casos. Disse que isso só acontece com mulheres ‘que não prestam’. A gente sabe que existem inúmeros casos de mulheres que têm medo de denunciar ou não sabem como fazer”, disse.

A proposta foi protocolada na semana passada e tem apoio da maioria dos vereadores. Kátia informou que está analisando se vai ingressar com representação na Comissão de Ética da Casa contra Gottschalk.

Através da assessoria de imprensa da Câmara, a presidência classificou a manifestação como desrespeitosa e infeliz.

Somente em janeiro deste ano, 3.503 mulheres foram ameaçadas, 2.049 foram agredidas e 130 foram estupradas no Rio Grande do Sul. Além disso, quatro mulheres foram mortas por serem mulheres e houve 47 casos de feminicídio tentados. Os dados são do Observatório Estadual de Segurança Pública da Secretaria de Segurança.

(Com informações de Samantha Klein da Rádio Guaíba)

Assista o vídeo, a manifestação polêmica do vereador inicia às 3:40:44 :

Leia Também Passo Fundo sedia etapa classificatória do Freio de Ouro Menina de 12 anos tem suspeita de intoxicação por causa de ‘slime’ Ministro diz que não há barragem segura no Brasil Turistas brasileiros morrem por acidente de gás no Chile