Fuscão caseiro

Postado por: Júlio César de Medeiro

Compartilhe

Essa pérola das histórias sobre fuscas escutei um amigo contando e não poderia deixar de compartilhar.

O pai desse meu amigo teve, durante toda a vida, dezenas de fuscas. Viajante que era, assim que podia trocava o fusca da vez por um novo. Assim, inúmeros fuscas 1200 e 1300 passaram pela casa do meu amigo nas mãos do seu pai.

Um dia chegou para visitá-los o tio do meu amigo, vindo da capital. Para o espanto e admiração dele, seu tio também tinha um fusca, mas não um fusca qualquer. Era um flamante fuscão 1500. 

Aquele fusca tão vistoso, de cor vibrante, pneus balão, vidros basculantes, escape kadron, com aquela tampa do motor com aquelas aberturas para refrigeração, tudo aquilo brilhava intensamente, fazendo o fusquinha 1300 canela seca do seu pai parecer o primo pobre da família.

Mas uma ideia "iluminada" acendeu na cabecinha do meu amigo e ele pôs as mãos-a-obra. Com uma pedra ali do jardim mesmo e muito empenho, meu amigo transformou o fusquinha do seu pai em um fuscão, "desenhando" as saídas de ar da tampa do motor na tampa lisa do 1300.

Durante muito tempo o acontecido foi creditado a algum engraçadinho da rua e só depois de adulto, conversando sobre o passado com o pai, meu amigo revelou a autoria do crime.

Leia Também Deixo-vos a paz TransDroga, roubos e tiros num passado recente Imóveis com Passivo Ambiental. Informações aos compradores Investir em educação é investir no futuro