Liberada a colheita e venda do pinhão no RS

Compartilhe
(Foto: Reprodução)   (Foto: Reprodução) 

A partir desta segunda-feira, 15 de abril, está permitida a colheita e venda do pinhão em lojas, feiras ou propriedades rurais. O chamado “defeso do pinhão” seguiu até o fim do período de maturação da pinha, quando teve início o desprendimento das sementes.
A Polícia Militar Ambiental havia divulgado comunicado sobre a colheita de pinhões. A prática, conforme informado, é somente permitida a partir do dia 15 de abril, no Rio Grande do Sul. A corporação destaca que no período de proibição, se alguém for flagrado fazendo a retirada ou a comercialização estará respondendo criminalmente e terá o produto apreendido. A informação é válida para toda a região.
A mesma portaria do Ibama também proíbe o corte de pinheiros adultos, portadores de pinhas na época da queda de sementes, ou seja, nos meses de abril, maio e junho.
No RS, o pinhão é protegido por uma Portaria Normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama), que determina a data de início do período para colheita e venda em lojas, feiras ou propriedades rurais. 
A legislação busca assegurar a reprodução da araucária e o alimento para muitos animais e aves.

Conversando na programação da Rádio Planalto News, Tenente Fontana, comandante do pelotão ambiental do 3º Batalhão Ambiental da Brigada Militar de Passo Fundo, falou mais sobre o assunto (ÁUDIO)
  • Liberação do pinhão

Leia Também Moro: "Divulguem tudo de uma vez!" Vereador de Farroupilha é acusado de desviar mais de R$ 1 milhão de cooperativas habitacionais Analfabetismo no Brasil cai entre 2016 e 2018 de 7,2% para 6,8% Uso facultativo do simulador baixa valor da CNH em 14% no RS