Venda de peixes na região de Passo Fundo movimenta economia durante a Semana Santa

Compartilhe

Na região administrativa da Emater/RS-Ascar de Passo Fundo, que compreende 42 municípios, em virtude da Semana Santa, 14 municípios terão algum tipo de feira para comercialização de peixes. Já em outros municípios, 30 produtores estão comercializando peixes, diretamente na propriedade. A estimativa é que ocorra comercialização de 142 toneladas de peixes, movimentando valores estimados a R$ 1,6 milhão de reais, com a atividade, nesse período.

As principais espécies ofertadas na região são tilápias, carpas, traíras, jundiás e lambaris, com preços de R$6,00 a R$18,00 o kg, de acordo com a espécie e apresentação (sujo ou eviscerado) e de R$17 a R$32, para o filé de tilápia. Os municípios que já fizeram ou estão fazendo as feiras do peixe são Água Santa, Almirante Tamandaré do Sul, Camargo, Casca, Caseiros, Coqueiros do Sul, Ibiraiaras, Lagoa Vermelha, Machadinho, Não-Me-Toque, Nova Alvorada, Pontão, Tapejara e Vila Maria.

Na avaliação do assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, Vilmar Wruch Leitzke, a produção de peixes poderia ser ampliada significativamente, caso houvesse mais um pico de consumo no ano, como esse da Semana Santa. “A inserção do peixe no hábito alimentar dos consumidores, poderia representar uma mudança importante na cadeia produtiva do peixe, aumentando a necessidade de produção e permitindo a consolidação do mercado”, explica Leitzke.

 

Leia Também Cobertura do Programa Auxílio Pecúlio Coprel é estendida aos filhos a partir de setembro Disparada do petróleo: maior cotação desde a Guerra do Golfo Após divulgação na Planalto News, mulher que estava desaparecida é encontrada Idosa utiliza secador de cabelo como radar à beira de estrada