“Na minha concepção cristã, mulher no casamento é submissa ao homem”, diz Damares

Compartilhe
Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil   Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil 

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou, durante audiência na Câmara dos Deputados na última segunda-feira 16, que dentro da sua “concepção cristã”, a mulher deve ser submissa ao homem no casamento. “Lá dentro da igreja, nós entendemos que no casamento entre homem e mulher, o homem é o líder”, disse a ministra.

“Isso não me faz menos capaz de dirigir este ministério. Não me faz mais incompetente. É uma questão de fé lá dentro do meu segmento”, completou a ministra.

A fala de Damares, dita durante audiência da comissão de defesa dos direitos da mulher, veio após um questionamento da deputada federal Alice Portugal (PC do B), que perguntou a posição da ministra em relação à flexibilização da posse de armas de fogo, fazendo referência ao decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, em janeiro.

A deputada Sâmia Bomfim (PSOL) também perguntou à ministra sua posição sobre as armas, argumentando que o decreto pode ser prejudicial às mulheres e que casos de feminicídio podem aumentar.

Damares, no entanto, se esquivou. “Tenho sido o mais imparcial possível nesse ministério, por isso deixo elas [perguntas sobre armas] para um segundo momento. O homem mata com os dentes, com a mão”, disse ela. “O que nós podemos fazer é um debate bem técnico sobre o impacto disso na violência contra a mulher. Não da para a gente já dizer que impactou, é tudo uma expectativa de que pode aumentar.”

Cobrada por alguns parlamentares sobre políticas públicas relacionadas ao aborto, a ministra reiterou sua posição contrária, mas disse que isso “não vai nortear” o ministério. “Não vou fazer essa discussão, é uma discussão do parlamento”, disse Damares. “A política pública com relação ao aborto é desenvolvida pelo ministério da Saúde, então deixa o ministro Mandetta lá cuidando disso, eu vou cuidar de mulheres, vou lutar para que a gente salve mulheres.” As informações são do UOL.

Leia Também Deputado Mateus Wesp realiza palestra sobre os 100 dias da gestão do PSDB Bolsonaro diz que Câmara votará porte de arma para produtor rural CTG União Campeira é homenageado em grande expediente do vereador Renato Tiecher PT inaugurou sede no Bairro Boqueirão