Traficantes se passam por árbitro para transportar drogas pela Europa

Compartilhe
Traficantes se utilizaram da identidade do árbitro Clément Turpin para cometerem crimes na França e na Bélgica em 2017, de acordo com as informações divulgadas pelo jornal L'Équipe, nesta sexta-feira (19). A investigação é conduzida pelo Departamento Regional da Polícia Judicial de Versalhes e já levou à prisão um dos indivíduos. 

Um suspeito foi preso pela polícia francesa no final de 2018, quase um ano depois do primeiro registro da utilização da identidade ser flagrado pela perícia. Os crimonosos se passavam pelo árbitro para realizarem o transporte de drogas da França para a Bélgica; os países dividem fronteira na Europa. 

Em contato com a reportagem do L'Équipe, o juiz negou qualquer envolvimento com o caso. 

Turpin, de 36 anos, é o principal árbitro da França, com atuações nas finais da Copa da França em 2010/11 e 2015/16, além da decisão da Copa da Liga Francesa em 2017/18. Ele também foi o responsável por apitar a partida entre Juventus x Ajax, nesta semana, que terminou com a vitória por 2 a 1 e a classificação dos visitantes em pleno solo italiano.

*R7

Leia Também Governo do estado sinaliza com possibilidade de volta do Gauchão ainda em julho Conselheiros do Passo Fundo Futsal garantem instalação de elevador do CACC Hospital de Clínicas recebe doação de mechas de cabelo para perucas às pacientes de Oncologia Quatro jogadores do Inter testam positivo para Covid-19