Preso em Encantado suspeito de assassinato do gerente do Sicredi

Compartilhe

Após decisão registrada em cartório, na tarde desta quinta-feira, 25, pela juíza Jacqueline Bervian, do Fórum de Encantado, o suspeito de ter assassinado e ocultado o cadáver do bancário Jacir Potrich, de Anta Gorda se entregou no Fórum de Encantado.

A Polícia Civil chegou a ir à casa do suspeito, mas não o encontrou. Logo após, ele se entregou.

O pedido de prisão preventiva foi enviado em denúncia pelo Ministério Público de Encantado na terça-feira, 23 de abril, quando o promotor André Prediger apresentou novos fatos.

Além disso, a Polícia Civil de Anta Gorda também entregou o inquérito nesta semana, indiciando o suspeito por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Na denúncia de Prediger, ele afirma: “Trata-se de novo pedido objetivando a prisão preventiva de C. A. W. P., em razão de novas circunstâncias que surgiram após a denúncia.

Prediger conta que a Delegacia de Polícia de Anta Gorda, por meio de seu setor de investigação, remeteu cópias de ocorrência policial da esposa da vítima. 

Jacir Potrich saiu da agência em que era gerente na tarde da terça-feira, 13 de novembro. Quem o viu disse que estava com aparência normal, o expediente havia sido cumprido sem alterações e ele passou na residência do amigo Moisés Dalla Vecchia, na Linha Quinta, onde pescou.

Às 19h07min, o bancário chegou à sua casa, onde morava com a esposa Adriane Balestreri Potrich (52) e o sobrinho. Ele foi até um ambiente comum do condomínio para fazer a limpeza dos peixes – nas mãos, um balde, peixes e um copo que havia sido usado para tomar caipira. Na sequência, limpou o resultado da pesca e não foi mais visto. As informações preliminares davam conta de que as câmeras de vigilância mostram a sua chegada, o trajeto até o quiosque e a caminhada em direção à piscina. Depois disso, Potrich não é mais visto.

 

Fonte: ECO REGIONAL

Leia Também Preso é recapturado na Vila Jardim BM efetua prisão de homem em ocupação no Valinhos Homem que deveria estar em prisão domiciliar é capturado passeando pelas ruas da São Luiz Cavaleiros brigam após desfile e acabam na delegacia em Soledade