MP encaminha denúncia contra mulher que jogou balde d’água contra moradora de rua em Esteio

Compartilhe

O Ministério Público do Rio Grande do Sul instaurou uma notícia de fato – que é um procedimento prévio à instauração de inquérito civil – frente ao caso da moradora de rua que foi acordada durante o final de semana por uma mulher com um balde d’água. A situação que ocorreu no Centro de Esteio foi gravada em vídeo e viralizou nas redes sociais.

De acordo com a promotora de Justiça de Esteio, Camila Cunha, o Ministério Público recebeu informações sobre o caso da moradora de rua pela Ouvidoria do órgão e através de uma cidadã. A integrante do MP anexou as duas informações em uma só e instaurou a denúncia que foi encaminhada para a Delegacia de Polícia. Além disso, foram solicitadas explicações à Prefeitura de Esteio sobre o que está sendo feito com relação a moradores de rua e se está sendo oferecido algum tipo de atendimento.

O vídeo de uma mulher jogando água na moradora de rua foi compartilhado por centenas de pessoas na redes sociais. A atitude da mulher, que seria proprietária de uma empresa de segurança, é alvo de críticas e polêmica. A vítima, que dormia embaixo de uma marquise e em cima de papelões, foi hostilizada e deixou o lugar onde dormia totalmente desnorteada. O episódio aconteceu em terreno ao lado da unidade das Faculdades QI, na Avenida Presidente Vargas.

A diretora das escolas técnicas Faculdades QI, Patrícia Cardoso, disse que ficou sabendo do ocorrido na noite de terça-feira pela internet e que na manhã desta quarta rescindiu o contrato de tele-alarme com a empresa de segurança. “Trabalhamos com ensino, com educação. De forma alguma pactuamos com esta atitude. Nossas ações são baseadas em respeito e diálogo. Lamentamos o ocorrido. Foi um ato absurdo e vergonhoso”.

A Prefeitura de Esteio informou que realiza serviço de abordagem a pessoas em situação de rua periodicamente. O trabalho é feito por técnicos do Serviço Social (assistentes sociais). Além disso, a administração informou que a cidade conta com a República Juntos Esteio, que trabalha com pessoas em situação de rua. Na situação pontual da moradora em questão, a Prefeitura esclarece que a equipe de abordagem foi atrás da jovem, mas conforme relatos, ela já teria partido de Esteio em direção a Canoas.

*Rádio Guaíba

Leia Também Ministério Público garante que Mauricio Dal Agnol vai voltar para a cadeia Idoso perde R$ 37 mil em golpe do telefone aplicado por mulher Operação Avante com alunos-soldados de Passo Fundo apreende mais de R$ 20 mil em Marau Brigada Militar prende duas pessoas com R$ 1 mil em notas falsas