Definida cedência de espaço para abrigar alunos da Escola Lucille Fragoso de Albuquerque

Compartilhe

Uma alternativa para acolher os alunos da Escola Estadual Professora Lucille Fragoso de Albuquerque, que se encontra interditada, foi acertada nesta terça-feira entre o Município e o governo do Estado. O prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, esteve reunido com o secretário da Educação do Estado, Faisal Karam, para definir os detalhes da cedência do local. 

“Acertamos a cedência da área do antigo Senai, que é do município. São mais de 500 crianças que estão sem a escola que foi interditada pelo Estado. É um gesto de cortesia e solidariedade para abrigar crianças nesta área”, afirmou Luciano.

Para garantir a segurança dos alunos, o Município fez algumas exigências como a emissão de um laudo, por parte do Estado, das condições das instalações do local. Além disso, ficou estabelecido o prazo de 31 de dezembro para a utilização do prédio e a responsabilidade do governo do Estado de transportar os alunos até o novo espaço. A estrutura do antigo SENAI, que está em área pertencente ao Município, inclui cinco salas de aulas e um espaço para a parte administrativa.

A escola estadual está interditada aguardando obras na rede elétrica. Participaram da reunião os procuradores do município Adolfo de Freitas e Julio Severo e coordenador regional de educação da 7ª CRE, Elton Luiz de Marchi.

(Foto: Divulgação)


Leia Também II Fórum de Reflexão Social da Fasurgs acontece na próxima terça-feira Lançada a Escola de Extensão UPF Coordenador Elton De Marchi comunica oficialmente sua saída da 7ªCRE Congresso dos Professores Municipais debate resistência, união e democracia