Saiba quais são os casos que continuam sendo atendidos pelo setor de emergência do HSVP

Compartilhe

Assusto esteve em pauta na Planalto News FM 92.1

O comunicador Patric Cavalcanti conversou no Comando Popular desta quarta-feira (29) com a dra. Luciana Renner, chefe da Emergência do Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo.

O hospital comunicou no dia 20 deste mês que o setor de emergência está fechado para consultas, devido à superlotação da unidade.

A Direção Técnica e os médicos plantonistas da emergência suspenderam o atendimento de consultas neste setor, por prazo indeterminado.

Permanece o atendimento para os casos de urgências e emergências médicas, como acidentes de trânsito, infartos, politraumas, acidente vascular cerebral.

Durante a entrevista, a chefe da Emergência falou sobre os motivos que causam essa superlotação. “É uma cultura que nós temos em Passo Fundo. O primeiro lugar que as pessoas vão é a emergência, quando o fluxo deveria ser o contrário. As emergências elas servem para atender realmente emergências, casos ameaçadores de vida.’’ ressaltou a dra. Luciana sobre casos em que o paciente não necessita de atendimento imediato, mas, aguarda neste setor.

“A emergência é o ponto final. O ponto inicial para os problemas são as Unidades Básicas de Saúde, os CAIS e o Pronto Atendimento Municipal. Casos com gravidade, com risco de vida serão então encaminhados destes locais para as emergências’’ explica.

Diferença entre emergência e urgência

A principal diferença entre esses dois estados é que uma emergência apresenta ameaça imediata para o bem-estar, enquanto a urgência é uma ameaça em um futuro próximo, que pode vir a se tornar uma emergência se não for solucionada.

Na emergência, o aparecimento é súbito e imprevisto, exigindo solução imediata, e na urgência não, porém a solução deve ser em curto prazo.

Ouça o áudio de entrevista:

  • Emergência - HSVP

Leia Também Escola HC anuncia inscrições permanentes para novas turmas Hospital São Vicente comemora 101 anos com nova logomarca Médica esclarece sobre período de jejum antes da doação de sangue Pediatras pedem fim da exigência do Teste da Linguinha