Anvisa vota propostas preliminares sobre o cultivo de maconha no Brasil

Compartilhe
Foto: Reuters/Ivan Alvarado    Foto: Reuters/Ivan Alvarado  

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) começa a decidir, nesta terça-feira (11), o conteúdo de duas propostas que pretendem regulamentar o cultivo de maconha para fins medicinais e científicos no Brasil. Caso sejam aprovados, ambos os documentos ainda deverão passar por uma consulta pública, incluindo uma audiência pública para debater o tema, ainda sem data marcada.

A primeira proposta é para uma resolução que regulamente os requisitos técnicos e administrativos para o cultivo de Cannabis sativa para fins medicinais e científicos. Já a segunda é uma proposta de resolução para definir procedimentos específicos para registro e monitoramento de medicamentos feitos com base em Cannabis sativa ou seus derivados e análogos sintéticos.

Atualmente, é proibido cultivar a planta de cannabis em território brasileiro. A a lei determina que quem produz a cannabis para consumo pessoal está sujeito à prestação de serviços à comunidade e ao comparecimento a programa educativo, sem fazer ressalva ao uso médico.

Mas, nos últimos anos, a Anvisa e o Poder Judiciário já deram alguns passos no sentido de liberar o cultivo da planta para fins medicinais e científicos.


*Fonte: G1 / Bem Estar

Leia Também Cobertura do Programa Auxílio Pecúlio Coprel é estendida aos filhos a partir de setembro Idosa utiliza secador de cabelo como radar à beira de estrada Disparada do petróleo: maior cotação desde a Guerra do Golfo Após divulgação na Planalto News, mulher que estava desaparecida é encontrada