Brasil estreia nesta sexta pela Copa América

Compartilhe

A partir das 21h30 desta sexta-feira o técnico Tite terá uma sequência de obstáculos a superar para garantir a permanência no comando da seleção brasileira, assim como acabar com o jejum de títulos continentais da equipe. A estreia da Copa América contra a Bolívia, no Morumbi, marca o início de uma jornada de muita expectativa e pressão sobre o treinador.

Diante de um rival fraco, dentro de casa e com a experiência de estar há três anos na função, o técnico da seleção brasileira vai em busca de conquistar confiança tanto para a equipe como para o próprio trabalho. A boa campanha nas Eliminatórias para a Copa de 2018 deu lugar no último ano a atuações instáveis e a incerteza se de fato Tite está mantido no cargo até o Mundial do Catar.

O caminho de Tite nesta Copa América é na verdade o passo inicial rumo ao projeto da Copa do Catar. Pela primeira vez em 40 anos um técnico da seleção brasileira ganhou sobrevida no cargo após a disputa de um Mundial, mas o comandante encara o primeiro torneio oficial após a derrota na Rússia em um cenário de intensas mudanças.

Um dos auxiliares, Sylvinho, deixou a comissão técnica para dirigir o Lyon, da França, e o coordenador de seleções Edu Gaspar deve assumir um cargo no Arsenal ao fim da Copa América. Tite descarta se sentir ameaçado. "O ciclo determinado pelo presidente da CBF (Rogério Caboclo) é até 2022. É com isso que eu trabalho", afirmou.

Se existe uma grande pressão sobre o treinador, ao mesmo tempo há muito otimismo. As atuações ruins em alguns amistosos após a Copa, como um empate com o Panamá, contrastam com um histórico extremamente favorável. O Brasil ganhou as quatro edições anteriores de Copa América disputadas em casa, nas últimas Eliminatórias derrotou todos os rivais sul-americanos e mesmo sem Neymar, a equipe se sente confiante.


FICHA TÉCNICA

BRASIL X BOLÍVIA

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Casemiro, Allan (Fernandinho) e Philippe Coutinho; David Neres, Firmino e Richarlison. Técnico: Tite.

BOLÍVIA: Lampe; Diego Bejarano, Haquin, Adrián Jusino, Marvin Bejarano; Justiniano, Saucedo, Raúl Castro, Chumacero e Saavedra; Marcelo Moreno. Técnico: Eduardo Villegas.

Juiz: Néstor Pitana (ARG)

Local: Morumbi

Leia Também Passo Fundo Futsal vence em Lajeado Gaúcho abre returno em casa na manhã de domingo Passo Fundo Futsal joga no fim da tarde deste sábado em Lajeado Torcedor do Cruzeiro morre de infarto durante protesto pelos resultados do time