Prefeitura de Passo Fundo realiza mais investimento na área do meio ambiente

Compartilhe

Em reunião do Conselho Municipal do Meio Ambiente, realizada nesta quinta-feira (13), uma série de investimentos foi definida com base nos recursos do Fundo Municipal de Meio Ambiente. O objetivo é estruturar a área e impulsionar a educação ambiental e o programa É o Bicho. 

O fundo é abastecido por duas fontes: multas ambientais aplicadas e taxas de licenciamento ambiental. Dos R$ 900 mil disponíveis, aproximadamente R$ 890 mil serão investidos: R$ 250 mil para o programa É o Bicho; R$ 200 mil para a instalação de um ecoponto para resíduos volumosos; R$ 70 mil em um veículo utilitário para fiscalização; R$ 50 mil para medicamentos e equipamentos do ambulatório veterinário; R$ 280 mil para um edital voltado à educação ambiental; R$ 40 mil para unidades de conservação. 

Para o programa É o Bicho, o recurso significa 850 castrações cirúrgicas, um avanço importante da principal política pública do município para reduzir a procriação descontrolada e o abandono de cães e gatos. A instalação do ecoponto terá como foco os pequenos geradores, como explica o secretário de Meio Ambiente, Rubens Astolfi. “Esse ecoponto é para a comunidade que precisa descartar restos de poda, resíduos de construção civil, eletrodomésticos, móveis. É algo que falta na cidade”, destaca. 

Ainda segundo o secretário, o laçamento do edital para educação ambiental irá prever parcerias com entidades para ampliar as ações em toda a cidade. “Todos os processos que preveem aquisições serão feitos através de licitação e/ou chamamento público, atendendo os requisitos da lei”, explica. 

Os investimentos devem ocorrer no decorrer de 2019. 

Leia Também Novo pavilhão e esteira duplicam capacidade da Central de Triagem e Transbordo Estudantes de Soledade visitam Parque Banhado da Vergueiro Morte de peixes no Parque da Gare: causas serão investigadas Encontro Convidas começa a ser preparado