Cientistas se animam com descoberta para acabar com células de câncer

Compartilhe

Cientistas da universidade do Arkansas, nos Estados Unidos, estão animados com uma recente descoberta. Eles desenvolveram um protótipo de dispositivo laser capaz eliminar células cancerígenas na corrente sanguínea. A técnica, totalmente não-invasiva, tem potencial de inibir metástases, que são a principal causa de mortes pela doença.

No estudo publicado na Science Translational Medicine, os pesquisadores descreveram que, ao apontar o laser nessas células de câncer, elas acabam absorvendo muito mais energia de calor do que as células normais, o que as faz expandir e colapsar - leia-se morrer. "Em um paciente, nós destruímos 96% das células cancerígenas", disse Vladimir Zharov, diretor do centro de nanomedicina da Universidade de Arkansas para Ciências Médicas, que liderou a pesquisa.

Solução futura

Caso esta tecnologia seja desenvolvida pode dar aos médicos uma maneira inofensiva e completa, de caçar e destruir essas células antes que essas células sejam formem tumores nos corpos de pacientes.

*Revista Galileu

Leia Também Estudo aponta aumento de câncer em população de 20 a 49 anos Censo vacinal da febre amarela prossegue no interior de Passo Fundo Avanço das obras do Hospital Municipal deve mudar rotina do estacionamento Desinsetização prossegue nas unidades de saúde