Semana cheia no Gaúcho

Compartilhe

Domingo, 23, o Gaúcho começa a disputa por uma vaga na grande final da Segunda Divisão do campeonato estadual. O adversário é um velho conhecido do Periquito, o Guarany de Bagé, quem em 2016 levantou a taça dessa competição dentro da Arena após vencer o jogo por 2x1. 

Naquele ano apenas o campeão subia de divisão, por isso o Gaúcho permaneceu na Segunda Divisão. Agora, em 2019, o Gaúcho tem novamente a equipe da Estrela D’Alva como adversário e dos dois apenas um estará no Acesso em 2020.

Para falar do trabalho da semana estiveram no programa Debate Show de Bola, da Rádio Planalto News (92.1), o técnico Fabiano Borba e o meio-campista e capitão Adilson (foto).

No Gaúcho a preparação para esse jogo está sendo intensa, como explica o técnico Fabiano Borba, que voltou a ter uma semana cheia para trabalhar, tempo que não tinha devido à disputa de duas competições simultâneas. “Depois de praticamente dois meses jogando quarta e domingo cai um pouco do rendimento, da intensidade, pelo acúmulo de jogos, mas a gente sabia que isso iria acontecer. Ter a semana inteira é importante para recuperar os jogadores e é preciso estar bem concentrado domingo para fazer um grande jogo”. A importância desse jogo é de conhecimento de todos dentro da Arena. “Agora é reta final, é o jogo mais importante do clube nos últimos três anos. E nós estamos vivendo muito isso, intensamente”, complementa Borba.

A partida está marcada para às 11 horas da manhã, horário que já virou hábito para o torcedor Periquito e que traz boas recordações, como a classificação para final da Copa Wianey Carlet, em 2018, após eliminar o Ypiranga, além da eliminação do Internacional, na mesma competição. Em 2019 a chagada à atual fase da Segundona veio às  11 da manhã do último domingo. “É um horário bom, a gente já está acostumado, temos uma rotina de trabalho nesse horário. Isso é importante. É um horário que vem nos dando sorte também. Quem sabe domingo possamos fazer um grande jogo, bem concentrado, para termos o placar positivo”, explica o técnico Fabiano Borba.

O regulamento da competição prevê como primeiro critério de desempate o gol qualificado, ou seja, havendo empate no número de pontos conquistado pelos dois times seguirá em frente aquele que tiver marcado mais gols no campo do adversário. “O gol qualificado é bem difícil, mas não podemos entrar pensando em não sofrer o gol. Claro que tem que ter maturidade para não levar gol, mas se sofrer tem que procurar vencer o jogo. Qualquer vantagem que se leve para o segundo jogo já será importante”, salienta o treinador do Gaúcho.

Leia Também Piloto Kevin Bianchini conquista título de motocross da Copa Cidades 2019 Happ é contratado pelo Passo Fundo Futsal Conhecidos 15 jogadores do EC Passo Fundo para 2020 Passo-fundenses ganham primeiras medalhas no Mundial de Karatê