Rufa presta reconhecimento à entidade de ornitologia de Passo Fundo

Compartilhe

A causa animal é uma pauta que vem chamando cada vez mais atenção da comunidade como um todo. No entanto, já existem instituições que militam neste tema há tempos, como a Sociedade Passo-Fundense de Criadores de Canários (SPCC), que completou 50 anos de fundação em janeiro deste ano. Para marcar a data, o vereador Cláudio Rufa Soldá (PP) prestou reconhecimento à entidade por sua atuação em seu espaço no Grande Expediente da Sessão Plenária desta quarta-feira (19) no Legislativo.

No início de sua fala, Rufa lembrou que a Câmara tem na causa animal uma das grandes pautas em atuação, mencionando o vereador Rafael Colussi (DEM) como seu principal defensor e compartilhando com ele a homenagem à instituição. Ele também salientou o papel de conscientização ambiental e incentivador no cuidado aos pássaros que a SPCC exerce no decorrer das últimas cinco décadas que está em atividade. “Devemos reconhecer a importância desta entidade, que também presta um serviço à comunidade, defendendo a preservação das espécies e incentivando a criação de canários domésticos e combatentes da captura de aves silvestres”, enfatizou.

Dentro deste contexto, o parlamentar destacou a atuação da associação junto às escolas pela realização de palestras, visando a conscientização pelo combate à caça ilegal e por uma criação de pássaros consciente. Além de apresentar aos alunos dados sobre as espécies e suas origens, a entidade os leva até o local da exposição para que eles conheçam de perto os pássaros e possam aprender mais sobre ornitologia.

Como a SPCC não possui sede fixa, ela necessita da ajuda de outras instituições para concretizar a implementação de ações como a exposição de pássaros e realização de torneios. Em 2019, a sétima Coordenadoria de Educação prestou auxílio à entidade para realização do 48º Campeonato Regional de Canários de Cor e Porte, além da mostra de animais desta espécie com mais de 600 inscrições, ocorridas entre os dias 9 e 16 deste mês na Escola Estadual Anna Luísa Ferrão Teixeira, na Vila Fátima, em Passo Fundo.

Devido a essa dificuldade logística, Rufa relatou estar abrindo um processo junto ao Executivo Municipal, em parceria com Colussi, para solicitar um espaço onde a entidade possa edificar sua sede definitiva no município. Antes da entrega da placa de Honra ao Mérito pelo trabalho exercido aos representantes da SPCC, o vereador justificou a importância de ela ter seu próprio espaço. “A solicitação que mandaremos, será para que se possa encontrar uma área onde a entidade possa ter maior autonomia, se estruturar e melhor desenvolver seus projetos”, ressaltou.

Sociedade Passo-Fundense de Criadores de Canários

Sua fundação se deu em 24 de janeiro de 1969 e se trata de uma associação de direito privado, sem fins econômicos, de caráter organizacional, filantrópico, assistencial, promocional, recreativo e educacional, com a intenção de atender a qualquer pessoa. A sua finalidade é incentivar a canaricultura, ou seja, a criação de canários, e a ornitologia doméstica, regendo-se pelo seu estatuto social e pelas leis vigentes no país.

A instituição foi decretada de utilidade pública pela Lei Municipal nº 1.126 de 15/11/1971, proposta apresentada, à época, pelo então vereador e atual presidente de honra da SPCC, Augusto Pigosso Homrich. Ela participa anualmente de eventos como a Copa Gloster, o Campeonato Gaúcho de Porte, o Campeonato Estadual de Canários do Rio Grande do Sul, o Campeonato Brasileiro de Ornitologia Amadora, a Copa Brasil Soco de Canários de Cor.

A Federação Ornitológica do Brasil (FOB) vincula a SPCC e outras entidades com este fim, além de sediar o campeonato brasileiro da modalidade que ocorre anualmente e reunir criadores de vários países. Sua sede está fixada atualmente na cidade de Itatiba, estado de São Paulo.

Rufa mencionou na tribuna que a Sociedade tinha uma sede em um espaço junto ao Parque da Gare até alguns anos atrás. No entanto, segundo o vereador, foi solicitada a liberação do espaço junto à entidade para reformas e, após a conclusão das obras, o espaço não foi devolvido.

Leia Também Única senadora de Mato Grosso afirma que 'mulher não gosta de política' Vereadores aprovam criação do Programa Farmácia Solidária em Passo Fundo Alex Necker encaminha moção contra privatização dos Correios PT elege novo presidente municipal em Passo Fundo