Proprietários de veículos inadimplentes no IPVA 2019 serão inscritos em dívida ativa

Compartilhe
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini / Arquivo   Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini / Arquivo 

Os contribuintes que ainda não quitaram o IPVA 2019, cujo calendário de pagamento terminou no fim de abril, serão inscritos em dívida ativa da Fazenda Pública pela Receita Estadual. Em um primeiro momento, a iniciativa abrange 518 mil veículos, o que representa R$ 270 milhões em créditos.

A medida implica em inclusão do nome do contribuinte na lista de inscritos como dívida ativa publicada no site da Secretaria da Fazenda. O débito também é lançado no Cadin/RS (cadastro informativo de créditos não quitados do setor público) e nos serviços de proteção ao crédito (Serasa, Boa Vista, SPC entre outros) e passa a ter correção da taxa Selic. Há risco de protesto em cartório e processo de cobrança judicial.

O atraso no pagamento do imposto representa multa diária de 0,334% até o limite de 20%, conforme o vencimento pelo número final da placa do veículo. Depois de 60 dias em atraso, ocorre a inscrição em dívida ativa, quando mais 5% são acrescidos. Além disso, o proprietário que for flagrado nas blitze com o IPVA atrasado terá custos que poderão ir além de colocar em dia o imposto.

Como o IPVA é um dos requisitos para renovar o Certificado de Registro e de Licenciamento de Veículo (CRLV), transitar sem este documento em ordem configura em infração gravíssima com risco de multa de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além dos custos do serviço de guincho e depósito do Detran.

*Rádio Guaíba

Leia Também SINE está com 21 vagas disponíveis para portadores de deficiência física Minas Gerais tem primeiro caso suspeito de coronavírus no Brasil Doença misteriosa destrói pele de detentos em Roraima Recurso do pré-sal será usado para construir Escola dos Autistas em Passo Fundo