Biocombustível é prioridade para o governo, diz ministro

Compartilhe
O futuro indica portas abertas para o biodiesel. A afirmação foi feita nessa segunda-feira (01) pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Ele esteve reunido com empresários da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).
Albuquerque destacou que o biocombustível é meta de uma política pública definida pelo governo. O assunto é comemorado pelo setor, inclusive em Passo Fundo onde está localizada a BSBIOS. O seu diretor Erasmo Batistella é presidente da APROBIO, Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil. Segundo o ministro, a questão está sendo muito bem conduzida e que trará bastante investimento, com expectativa de R$ 1,3 trilhão em um período de dez anos. Isso vai gerar, segundo ele, um grande número de empregos, movimentando a economia.
Albuquerque informou que fez uma apresentação sobre atuação da pasta e reforçou que, no caso da energia, está implementando governança, estabilidade regulatória e jurídica, previsibilidade para que os investimentos possam ocorrer.
Sobre o modelo de capitalização da Eletrobras, que estava previsto para ser anunciado até o final de junho, Albuquerque disse acreditar que o cronograma está sendo cumprido mesmo que com algum atraso.
Ele explicou que será possível concluir o processo ainda este ano. Em março deste ano o ministro explicou que a meta do governo com a capitalização é permitir que a empresa continue investindo na expansão do setor elétrico sem a utilização de recursos da União.

Leia Também Campanha busca arrecadar recursos ao Conselho Municipal do Idoso Procuradora de Passo Fundo integra a nova diretoria da Apergs Comerciantes reclamam de estacionamento no Bairro São Cristóvão Blitz solidária arrecada dinheiro e alimentos para ONG de Passo Fundo