Cristalândia: prelazia onde atuava dom Rodolfo é elevada a Diocese pelo Papa Francisco

Compartilhe

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou nesta quarta-feira, 10, que o Santo Padre dignou-se elevar a prelazia territorial de Cristalândia (TO) à diocese nomeando seu primeiro bispo dom Wellington de Queiroz Vieira. O prelado já estava à frente desta Igreja particular desde 2016. 

O arcebispo dom Rodolfo Luís Weber trabalhou em Cristalândia, antes de assumir as atividades em Passo Fundo. A comunidade daquela cidade veio acompanhar a posse na capital do Planalto Médio, sendo estabelecidos fortes laços de amizade.


Biografia

Dom Wellington nasceu em 11 de julho de 1968, em Tocantinópolis (TO). Fez seus estudos de Filosofia, em Brasília (DF), de Teologia no Rio de Janeiro (RJ) e dois mestrados em Roma: um em Filosofia, na Pontifícia Universidade Gregoriana e outro em Direito Canônico, na Pontifícia Universidade Lateranense.

Na diocese de Tocantinópolis serviu como pároco em Xambioá (TO) e Araguaína (TO), como membro do Colégio dos Consultores e do Conselho Presbiteral, além de vigário judicial e ecônomo da diocese. Também já atuou como pároco da Paróquia São Paulo Apóstolo, em Araguaína.

Em novembro de 2016, foi nomeado pelo papa Francisco como bispo da prelazia de Cristalândia.

História da Prelazia

Localizada a 153 Km da Capital Palmas no Tocantins, a prelazia de Cristalândia foi criada em 26 de março de 1956 pela Bula Ne quid Filiis do papa Pio XII sob a jurisdição de um Administrador Apostólico.

Situada na Região Norte e Centro Oeste do Brasil, abrange 04 municípios no estado de Goiás, 14 municípios e alguns povoados pequenos no estado do Tocantins, e, pastoralmente, inclui a Ilha do Bananal, a maior ilha fluvial do mundo. Possui uma superfície de 61.853,3 km2, e com a Ilha do Bananal, atinge quase 85.000 km2.

Uma grande parte da população é proveniente de outras regiões do Brasil (especialmente do Norte e Nordeste – Maranhão, Piauí, Pará e Bahia) e, ultimamente, do Leste e Sul (Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina).

Saudação

A presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou saudação a dom Wellington de Queiroz.

Confira o texto na íntegra:

Brasília, 10 de julho de 2019

Prezado Irmão, dom Wellington de Queiroz

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) recebe com alegria sua nomeação como primeiro bispo da diocese de Cristalândia (TO). Agradecemos também ao Papa Francisco por mais esse genuíno gesto de elevar essa tão querida prelazia à diocese.

Sabemos do serviço que o senhor presta nesta Igreja Particular desde o ano de 2017, quando efetivamente tomou posse de seu ofício na Catedral Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, e entendemos que toda a sua dedicação o preparou para essa missão pedida agora pelo Sumo Pontífice.

Saudamos mais uma vez a sua chegada ao episcopado, agora na condição de bispo diocesano, com palavras pronunciadas pelo papa Francisco em discurso na Sala do Consistório, no Vaticano, sobre a missão da Igreja no mundo:  “O povo de Deus tem o direito de encontrar nos lábios, no coração e na vida dos bispos a mensagem tão esperada oferecida pela paternidade de Deus. A Igreja não é nossa, mas é de Deus! Ele veio antes de nós e estará depois de nós! O destino da Igreja, do pequeno rebanho, é vitoriosamente escondido na cruz do Filho de Deus”.

Para marcar este momento e manifestar o desejo que seu pastoreio seja fecundo, invocamos a luz e a força do Espírito Santo e desejamos que seu trabalho no estado do Tocantins seja abençoado e cheio de frutos.

Em Cristo,

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte (MG)
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre (RS)
Primeiro Vice-Presidente da CNBB

Dom Mário Antônio da Silva
Bispo de Roraima (RR)
Segundo Vice-Presidente da CNBB

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ)
Secretário-geral da CNBB



Foto: Jornal de Tocantins

Leia Também Professor que integrou a primeira equipe da rádio fala na Planalto News sobre sua trajetória Dom Rodolfo Weber avalia participação dos devotos na Romaria de Nossa Senhora Aparecida Círio de Nazaré reuniu mais de 2 milhões de participantes Confira as fotos da 39ª Romaria Arquidiocesana de Nossa Senhora Aparecida