São 50 anos da chegada à lua: Nasa planeja enviar primeira mulher

Compartilhe

Cinquenta anos depois de a missão Apollo 11 pousar na Lua pela primeira vez, chegou a hora de voltar. Novas viagens tripuladas estão previstas, além da criação de uma base orbital e da chegada da primeira mulher ao satélite. Qual é a razão de tudo isso? Se aproximar de um projeto de "Lua colonizável" e, assim, criar um lugar para fazer escala antes de chegar até Marte.

Os 50 anos da chegada à lua serão lembrados neste sábado, dia 20 de julho.    Há 50 anos, em 1969, a nave da missão americana Apollo 11 pousou na Lua. O mundo inteiro parou para ver o momento histórico que foi transmitido ao vivo pela TV e assistido por mais de 500 milhões de pessoas ao redor do globo. Neil Armstrong foi o primeiro homem a pisar na Lua.

A agência espacial americana (Nasa) quer estabelecer presença humana permanente na Lua na próxima década. A nave Gateway está em fase de projeto e deverá orbitar o satélite natural. Ela será um "escritório" para os astronautas a cinco dias de viagem da Terra.

A primeira parte da Gateway deverá ser lançada em 2022. Depois, o Sistema de Lançamento Espacial (SLS, sigla em inglês) levará dois novos módulos para acoplar à nave orbital. Toda essa infraestrutura será o núcleo para a exploração humana da Lua, transformando-a em uma base para a próxima missão. Os testes devem começar em uma missão não tripulada no ano que vem.


Foto: El País

Leia Também Maioria do STF considera inconstitucional corte de salário de servidor CDL nos Bairros é realizado no Boqueirão No PR, vereador é multado em R$ 30 mil por acessar sites pornôs durante expediente Ranking Valor 1000: BSBIOS se destaca entre as maiores empresas do País