Novo pavilhão e esteira duplicam capacidade da Central de Triagem e Transbordo

Compartilhe

No dia do aniversário de 162 anos do município a Prefeitura de Passo Fundo entregou o novo pavilhão e a nova esteira para a atividade de triagem dos resíduos sólidos urbanos na Central de Triagem e Transbordo. A ação busca qualificar os trabalhos de reciclagem, ampliar a quantidade de material reciclado e aumentar o número de recicladores. 

Para o prefeito Luciano Azevedo, “a ampliação do espaço e o novo equipamento são investimentos importantes e que têm o objetivo de melhorar a estrutura, trazer mais recicladores e possibilitar que as pessoas ganhem mais”, afirma Luciano, que também agradeceu o trabalho feito por todos. 

Atualmente, a operação do sistema de triagem é feita pela cooperativa Recibela. Em 2017 a Prefeitura formalizou a contratação da cooperativa, em uma ação que permitiu o aumento de renda dos recicladores e mais vagas de trabalho. A perspectiva de melhorias era aguardado há quase uma década. “Agradeço ao prefeito que cumpriu o que prometeu, aos cooperados que aqui já passaram e aos que trabalham com a gente aqui. Temos mais oportunidades para que mais cooperados possam vir pra cá”, destaca o presidente da Recibela, Nelson Ramos. 

Na coordenação do projeto TransformaAção, Silvania Ioner falou sobre a atuação de mais de 12 anos em parceria com os recicladores. “É um dia muito significativo para nós que trabalhamos com a formação e a autonomia dos recicladores e a valorização do trabalho e das pessoas. Isso é cuidar da vida e das pessoas. Muito obrigada, estamos muito felizes!”, observa.

O secretário de Meio Ambiente, Rubens Astolfi, lembrou que diariamente cada pessoa produz, em média, 700 gramas de lixo, o que gera cerca de 4 mil toneladas por mês na cidade. “Trabalhamos para que a renda dos recicladores seja cada vez maior e que isso possa melhorar a qualidade de vida, além de mostrar e conscientizar sobre a produção de resíduos”. 

O valor utilizado para as melhorias neste pavilhão e na nova esteira foi superior a R$ 750 mil em recursos do Fundo Municipal de Gestão Compartilhada.

Fotos: Cristian Queiroz (Planalto News)







Leia Também GESP apresenta proposta para implantação do Plano Municipal da Mata Atlântica Animais apreendidos recebem tratamento no Hospital Veterinário da UPF Acre decreta estado de emergência por incêndios nas florestas Amazônia brasileira está segura, diz Mourão