#PrayForAmazonia: o Brasil pede socorro

Compartilhe

A hashtag PrayForAmazonia - "Reze pela Amazônia", em português - ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter nesta terça-feira (20). Apenas pela manhã foram registrados mais de 335 mil tuítes sobre o assunto na rede social no Brasil.

Internautas publicaram fotos de áreas desmatadas e animais mortos como forma de protesto e de chamar atenção para o assunto. Alguns tuítes criticaram a atual política ambiental do governo, outros lembraram a recente suspensão de recursos da Noruega e Alemanha para preservação da floresta.


Ainda usando a hashtag, internautas se manifestaram diante dos dados do Inpe que mostram que o número de focos de incêndio florestal aumentou 82% entre janeiro e agosto de 2019 na comparação com o mesmo período de 2018. 


"A Amazônia está pegando fogo a 16 dias! O pulmão do mundo! Vocês têm noção disso?", escreveu um internauta.

Na rede social uma pessoa escreveu: "Índios morrem, bichos morrem, matas morrem, rios morrem. Quantas mortes são necessárias para manter viva a ambição do homem?".


A MetSul Meteorologia confirmou que a fumaça que chegou nesta terça-feira em algumas cidades do Paraná é proveniente, essencialmente, de três focos principais: queimadas na região Amazônica, principalmente em Rondônia e no Mato Grosso; e dois grandes incêndios florestais, um registrado no Pantanal do Alto Paraguai, 

(Com informações de O Globo e Folha de S. Paulo)

Leia Também Manchas de óleo surgem em mais nove praias do Nordeste Vigilância Ambiental em Saúde está realizando levantamento de índices de infestação Presidente do PSL é alvo de operação da Polícia Federal Conselho Municipal de Meio Ambiente tem nova gestão