#PrayForAmazonia: o Brasil pede socorro

Compartilhe

A hashtag PrayForAmazonia - "Reze pela Amazônia", em português - ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter nesta terça-feira (20). Apenas pela manhã foram registrados mais de 335 mil tuítes sobre o assunto na rede social no Brasil.

Internautas publicaram fotos de áreas desmatadas e animais mortos como forma de protesto e de chamar atenção para o assunto. Alguns tuítes criticaram a atual política ambiental do governo, outros lembraram a recente suspensão de recursos da Noruega e Alemanha para preservação da floresta.


Ainda usando a hashtag, internautas se manifestaram diante dos dados do Inpe que mostram que o número de focos de incêndio florestal aumentou 82% entre janeiro e agosto de 2019 na comparação com o mesmo período de 2018. 


"A Amazônia está pegando fogo a 16 dias! O pulmão do mundo! Vocês têm noção disso?", escreveu um internauta.

Na rede social uma pessoa escreveu: "Índios morrem, bichos morrem, matas morrem, rios morrem. Quantas mortes são necessárias para manter viva a ambição do homem?".


A MetSul Meteorologia confirmou que a fumaça que chegou nesta terça-feira em algumas cidades do Paraná é proveniente, essencialmente, de três focos principais: queimadas na região Amazônica, principalmente em Rondônia e no Mato Grosso; e dois grandes incêndios florestais, um registrado no Pantanal do Alto Paraguai, 

(Com informações de O Globo e Folha de S. Paulo)

Leia Também GESP apresenta proposta para implantação do Plano Municipal da Mata Atlântica Animais apreendidos recebem tratamento no Hospital Veterinário da UPF Acre decreta estado de emergência por incêndios nas florestas Amazônia brasileira está segura, diz Mourão