Alex Necker encaminha moção contra privatização dos Correios

Compartilhe

“Os problemas de gestão não podem servir de argumento para a venda de uma empresa pública tão importante para o país”, avaliou o vereador Alex Necker (PCdoB) sobre a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. O parlamentar ingressou com uma Moção de Repúdio ao projeto de privatização da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, apresentado recentemente pelo governo federal. “Essa é mais uma tentativa de entregar para a iniciativa privada uma empresa pública que precisa ser fortalecida ao invés de sucateada”, resumiu ele.

Necker apresentou seus argumentos aos demais vereadores enquanto construía o documento de repúdio. “Entendemos que há muitas críticas e apontamentos aos serviços que vinham sendo realizados pelos Correios, sobretudo na questão das encomendas e correspondências. Mas, não se pode considerar que a privatização irá melhorar todos estes aspectos. Além de o país abrir mão de uma empresa estratégica ainda estará comprometendo empregos e a estabilidade de servidores que há muito tempo se dedicam a construir uma empresa eficiente”, defendeu Alex.

No documento, Alex reforça que a Moção tem o objetivo de provocar um debate sobre a defesa da soberania nacional. “A privatização é tida como algo positivo, mas temos inúmeros exemplos no país de estatais entregues para a iniciativa privada com resultados muito ruins para a nação. Os crimes ambientais da Vale em Mariana e Brumadinho, em Minas Gerais, por exemplo, foram cometidos por multinacionais que assumiram o controle de empresas brasileiras, provocando o desmonte e o enfraquecimento da indústria e dos serviços nacionais”, alegou.


Foto: Divulgação/Câmara

 

Leia Também Vereadores pedem parceria do estado em prol da segurança pública Única senadora de Mato Grosso afirma que 'mulher não gosta de política' Vereadores aprovam criação do Programa Farmácia Solidária em Passo Fundo PT elege novo presidente municipal em Passo Fundo